Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenes
Página inicial > Prevenção > Estudos de Seg. Voo
Início do conteúdo da página

Estudo de Segurança de Voo é uma atividade de prevenção desenvolvida pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) com o objetivo de dar continuidade, por meio de uma análise mais completa, às investigações realizadas e aos Relatórios Finais produzidos, visando mitigar ou até mesmo eliminar um determinado tipo recorrente de ocorrência aeronáutica.

Todo Estudo tem início com a identificação de um determinado tipo de ocorrência aeronáutica que seja frequente em um período de tempo. A partir da definição do tipo de ocorrência, são feitas pesquisas para compreender porque a ocorrência se repete mesmo com todo o trabalho de prevenção realizado, buscando identificar tendências de repetições de fatores contribuintes, recomendações de segurança que foram declaradas como cumpridas porém não surtiram os efeitos necessários, processos de gestão de riscos que não conseguiram identificar e mitigar as falhas ocorridas, culturas organizacionais defasadas em relação aos conceitos atuais de segurança operacional e/ou requisitos técnicos que podem ser aperfeiçoados.

Como atividade de prevenção, o Estudo de Segurança de Voo resulta na emissão de um relatório narrativo dos fatos, conclusões e emissões de recomendações de segurança, com base no disposto no § 4º do art. 3º do Decreto nº 9.540, de 25 de outubro de 2018, que dispõe sobre o Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos.

 Ano de publicação

Título do Estudo

Resumo

Documento em pdf

2018

Introdução de displays eletrônicos digitais em aeronaves de pequeno porte

Em setembro de 2010, o NTSB - National Transportation Safety Board (Conselho Nacional de Segurança do Transporte), Autoridade de Investigação de Acidentes dos Estados Unidos da América, publicou o Estudo de Segurança de Voo intitulado “Introduction of Glass Cockpit Avionics into Light Aircraft” com o objetivo de determinar se a transição da operação de aeronaves com cabines convencionais para cabines glass cockpits resultou em melhorias no registro de segurança da operação dessas aeronaves em atividade nos Estados Unidos. O Estudo foi traduzido tendo em vista que foi observado o mesmo cenário na aviação geral brasileira.

pdf

2020

Falha de motor em avião bimotor leve operado por empresa de transporte aéreo público

Neste Estudo foram analisadas as ocorrências de falha de motor em voo com aviões bimotores leves (até 12.500 libras) registrados na categoria TPX (táxi-aéreo), no período de 2010 a 2019. O Estudo buscou analisar as consequências das falhas de motor em voo em um segmento da aviação civil brasileira que presta serviço de transporte aéreo público e que opera aviões bimotores leves, os quais exigem conhecimentos e habilidades específicas para a condução do voo após a parada de um dos motores, tanto no aspecto de controlabilidade, quanto no aspecto de conhecimento sobre o desempenho da aeronave.

pdf

 

 

 

 

Fim do conteúdo da página