Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Curiosidades Históricas > PRIMEIRA EXPERIÊNCIA COM DIRIGÍVEL Nº 2
Início do conteúdo da página

Na Quinta-Feira 11 de maio de 1899, aconteceu a primeira experiência de Santos Dumont com o seu Balão Dirigível N.º 2. Tal aeróstato era flexível, com 25 metros de comprimento e 3,8 metros de diâmetro. Esse fato teve como cenário o Jardim da Aclimação, em Paris. A experiência durou pouco, pois logo após o inicio da ascensão, o balão chocou-se contra as árvores, danificando-se. Os teóricos afirmam que a chuva em combinação com a temperatura fria fez o hidrogênio contrair-se. Nesse voo-teste, Santos Dumont voou sobre Paris, contra e a favor dos ventos. Ao tentar descer sofreu um pequeno acidente, que não teve maiores consequências porque pediu a alguns meninos para usarem o cabo pendente do balão como se fosse uma pipa (papagaio de papel, em Portugal), correndo contra o vento.

Não se sabe se por coincidência, ou não, essa data era o Dia da Ascenção, feriado católico comemorado em Paris. A quinta-feira da Ascensão (ou Ascensão de Jesus) é um feriado cristão que ocorre 40 dias após a Páscoa. Em vários países cristãos, este dia é um feriado oficial. Como a Páscoa, a quinta-feira da Ascensão e um feriado móvel. Talvez o inventor quisesse aproveitar uma data festiva para dar maior notoriedade a seu invento.

No ano de 1899, Santos Dumont construiu dois aparelhos. O já citado Dirigível N.º 2, que caiu logo no primeiro ensaio. E o dirigível Nº 3 que era um projeto totalmente novo e tinha seu invólucro inflado com gás de iluminação, que tinha a vantagem de ser mais barato e que apresentava um risco menor de explosão. Com um formato menos alongado, ele pretendia evitar que o invólucro dobrasse durante o voo como ocorrera com os seus dirigíveis anteriores.

Esses eventos ocorridos em 1899 mudaram o patamar de Dumont diante da imprensa francesa. A partir de então, os artigos publicados sobre ele demonstravam um interesse maior sobre seus inventos. Os jornais Le Figaro e La Matin foram alguns dos principais periódicos que já faziam referência a Santos Dumont, não apenas como esportista, mas como inventor. A descrição dos dirigíveis e as quedas eram relatadas com destaque nos textos, porém ainda não se tinha um detalhamento maior sobre a pessoa do inventor.

Texto: Jefferson E. S. Machado (Doutor em História Comparada pelo Programa de Pós Graduação em História Comparada da Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Referências
MURADAS, Duane Quireza. Os Projetos de Santos=Dumont: Balões, Dirigíveis, Helicópteros e Aeroplanos. In: www2.anac.gov.br/certificacao/Diversos/Portug/SantosDumont-02.pdf
BARROS, Henrique Lins de; SOUZA, Renato Vilela Oliveira de. Santos-Dumont e a solução do voo dirigido: releituras e interpretações da imagem pública de um inventor

Acompanhe as notícias do MUSAL e curiosidades históricas da aviação:

www.fab.mil.br/musal

www.facebook.com/museuaeroespacial

www.instagram.com/museuaeroespacial/

www.youtube.com/channel/UCXiFyQ4t45pCJg54PROsfIQ

www.flickr.com/photos/portalfab/albums/72157683470041644/

 

#museuaeroespacial #PaidaAviação #SantosDumont #museuaeroespacialrj #musal #musalfab #fab_oficial #fab #dimensão22 #forçaaéreabrasileira #campodosafonsos #História #HistóriadaAviação #visitaasaeronaves #AMAB #cultura #lazer #diversao #visiteomusal #FABnaHistória

Fim do conteúdo da página