Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfres
Página inicial > Últimas Notícias > CENIPA realiza o último CRM deste ano
Início do conteúdo da página

Com o objetivo de orientar tripulantes, mantenedores, controladores, pessoal de apoio de solo, bem como qualquer elemento ou gestor envolvido em processos de suporte à atividade aérea, para atuarem de forma preventiva e preditiva na detecção de ameaças que possam reduzir a capacidade operacional da Força Aérea Brasileira (FAB), o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) iniciou a capacitação de Facilitadores de Corporate Resource Management (CRM). Esses profissionais atuarão na customização do CRM, aplicando-o de acordo com o perfil operacional de sua Organização.

O CENIPA ofertou, este ano, três edições do Curso de Facilitadores de CRM (CF-CRM), da 6ª Geração. A primeira edição foi realizada na Base Aérea de Canoas (RS), a segunda na Base Aérea do Galeão (RJ) e a última no Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE), em Parnamirim (RN). Esta contou com a participação de militares das Unidades Aéreas das regiões  norte, nordeste, centro-oeste, sul e sudeste do país, das aviações de Caça, Patrulha, Asas Rotativas e Transporte. O treinamento deu ênfase a cenários que simularam a rotina das Unidades Aéreas de aviações citadas. Foram capacitados diversos militares, entre eles: trinta e seis (36) da FAB, um (01) da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (CIOPAER), dois (02) da Polícia Militar da Bahia e uma (01) da Marinha do Brasil (MB).

O CF-CRM abordou vários temas, dentre eles: Gerações do CRM e perspectivas atuais, Aspectos Pedagógicos, Comunicação, Liderança, Processo Decisório, Consciência Situacional, Trabalho em Equipe, Erro Humano, Gerenciamento dos Erros e Ameaças, A postura do Facilitador diante da última geração do CRM e o  Mission Oriented Simulator Training (MOST).

 Com a capacitação de Facilitadores de CRM, o CENIPA pretende estimular os treinamentos nas Unidades Aéreas e, por conseguinte, evitar o erro humano ou, na ocorrência deste, gerenciá-lo de forma a mitigar as suas consequências, contribuindo para a manutenção da plena capacidade de combate da Força Aérea Brasileira.

foto - CRM GITE.jpg

Fim do conteúdo da página