Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

Com o objetivo de ampliar os conhecimentos no que tange à cultura geral e militar, aplicáveis às funções dos Oficiais Superiores, na última quarta-feira, dia 16 de agosto, alunos estrangeiros do Curso de Comando e Estado-Maior (CCEM), visitaram o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA).

A capacitação, que ocorre no período de 13 de fevereiro a 08 de dezembro do corrente ano, é uma iniciativa da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR) que, com vistas ao cumprimento do planejamento estratégico da Diretoria de Ensino da Aeronáutica (DIRENS), no tocante aos cursos de carreira, se baseia na premissa do ensino continuado. A comitiva, composta por representantes da África do Sul, República Dominicana, Argentina, Moçambique, Coréia do Sul, El Salvador e, também, dos Estados Unidos da América, foi recebida pelo Chefe da Seção de Gerenciamento de Fluxo de Tráfego Aéreo (ATFMU), Major Aviador Fábio da Silva Santos.

Os alunos, sob a coordenação do Adjunto à Chefia de Cursos da ECEMAR, Tenente-Coronel Aviador Cândido Fernando Azevedo da Silva, receberam uma instrução, ministrada pelo Segundo-Tenente Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Eduardo Araujo da Silva, acerca da missão e filosofia do Centro, bem como sua estrutura organizacional, o ciclo ATFM, as atividades realizadas no Salão Operacional e, por fim, a metodologia de Tomada de Decisão Colaborativa praticada no órgão.

Após a aula expositiva, a equipe foi levada até o Salão Operacional, onde puderam acompanhar as operações em tempo real.

“Receber em nossa Organização membros das nações amigas, mais especificamente aqueles que atuam na Aviação, acima de tudo, é uma honra para nós. Conhecer as ações executadas pelo Centro é de suma importância para os que vêm em busca de uma capacitação no âmbito da FAB. Nosso intuito é, além de divulgar nossas atividades regimentais, colaborar para o desenvolvimento de pesquisas e programas de formação continuada", salientou o Major Fábio.

Como parte da atividade prevista para o dia, após a visita ao CGNA, os componentes da turma seguiram para o Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV).

Texto: 2º Ten Esp CTA Eduardo Silva
Foto: S2 SSG Edvaldo

Na última quarta-feira, dia 26 de julho, o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA) recebeu a 4ª edição do Programa INTEGRAR, que tem como finalidade proporcionar melhor adaptabilidade ao indivíduo, no tocante aos novos desafios em sua realidade profissional. Além dos egressos de cursos de formação, compõem a equipe militares transferidos de outras Organizações.

A programação incluiu palestras relacionadas à rotina do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e, num contexto interdisciplinar, a matérias como segurança do trabalho, ética, assistência social, educação financeira e assuntos sigilosos, seguidas de visitas ao Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV) e Destacamento de Controle do Espaço Aéreo do Galeão (DTCEA-GL).

Ao chegarem no CGNA, os participantes foram recepcionados pelo Chefe da Seção de Comunicação Social (SCOM), Segundo-Tenente Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Eduardo Araujo da Silva. Os militares conheceram de perto as repartições administrativas do Centro e, ao final, observaram em tempo real o gerenciamento de tráfego aéreo, no Salão Operacional.

“Para os que visitam unidades operacionais como o ICA, GEIV e DTCEA-GL, é de suma importância conhecer o CGNA. Essa Organização presta um serviço ímpar à sociedade e reúne profissionais de diversas especialidades. Isso é muito motivador para o nosso programa”, salientou a Segundo-Tenente QOCON SSO Simone Pereira Rocha.

Como parte integrante do projeto, esta edição contou com um tema inovador, qual seja o das Possibilidades de Ascensão na FAB, ministrado no auditório do Subdepartamento de Operações do DECEA, pelo Tenente Eduardo Silva. O objetivo foi apresentar as formas de ingresso bem como as oportunidades de promoção funcional existentes na própria Instituição.

 “Há uma grande vantagem em se obter as informações certas acerca das possibilidades de ascensão no âmbito da FAB, isso pode definir o futuro de cada um de nós. O que devemos buscar é o aprimoramento da Força e também pessoal”, ressaltou a chefe da Seção de Serviço Social do DECEA, Primeiro-Tenente QCOA ASS Fernanda Rodrigues.

Outras informações sobre o programa e a iniciativa do DECEA podem ser acessadas na Intraer, por meio do link http://publicacoes.decea.gov.br/?i=publicacao&id=4286

Texto: 2º Ten Esp CTA Eduardo Silva
Foto: 2S SIN Roberta

Ocorreu na última terça-feira, dia 06 de junho, no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), a visita de inspeção da Secretaria de Aviação Civil (SAC) que, juntamente com os outros signatários do Termo de Acordo de Cooperação Técnica nº 4/2015, teve como finalidade a manutenção de uma posição operacional voltada para o apoio aéreo no Transporte de Órgãos e Tecidos.

SAC 1 SAC 2

A comitiva, composta pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO), Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos (ANEAA), Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e por membros do Ministério da Saúde e da SAC, foi recepcionada pelo Chefe da Divisão de Operações do CGNA, Tenente-Coronel Aviador Sidnei Nascimento de Souza.

No que tange ao Termo de Acordo, o Comando da Aeronáutica (COMAER) atuará na coordenação logística do translado de órgãos e tecidos, durante 24 horas, alocando os materiais captados nos voos apropriados. Cabe ressaltar que as aeronaves, quando no transporte de órgãos e tecidos, têm prioridade para pousos e decolagens. O tempo de preservação dos materiais orgânicos é um fator contribuinte para o sucesso dos transplantes.

SAC 3

“Por um longo período, tivemos representantes do Sistema Nacional de Transplantes (SNT) no CGNA. Porém, por motivos outros, encerramos essas atividades. Diante do atual cenário, e das demandas emergentes, concluímos que a reativação do serviço é imprescindível. O Ministério da Saúde ratifica o acordo”, explanou a Coordenadora Geral do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), Dra. Rosana Reis.

A visita de inspeção contou, primeiramente, com uma palestra na qual foram apresentadas a estrutura organizacional do Centro e suas seções de apoio à operação. Posteriormente, os membros da comitiva foram levados ao Salão Operacional, onde puderam visualizar os trabalhos de rotina e a posição prevista para os profissionais da Saúde. Por fim, reuniram-se com o Chefe da Divisão de Operações e com o Chefe da Unidade de Gerenciamento de Fluxo de Tráfego Aéreo, Major Aviador Fábio da Silva Santos.

“Nós, do CGNA, temos imensa satisfação em receber comitivas que, num contexto de colaboração, objetivam o fortalecimento dos sistemas. A presença do Ministério da Saúde no Salão Operacional servirá como um importante canal, para que possamos garantir a celeridade na busca dos voos”, afirmou o Tenente-Coronel Sidnei.

O embarque e desembarque nos aeroportos, a emissão de bilhetes de passagens para as equipes médicas e a seleção dos voos serão as principais ações realizadas pelo elo na referida posição. A proposta é que, até o início do segundo semestre, os membros do Ministério da Saúde já estejam operando no CGNA.

Texto/Fotos: 2º Ten Esp CTA Eduardo Silva

Visando o aprimoramento profissional e a familiarização com os órgãos do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), na última quinta-feira, dia 13 de julho, alunas do Curso de Psicologia da Aviação (CPAv), visitaram as instalações do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA).

A capacitação, realizada no período de 19 de junho a 14 de julho, foi idealizada e implementada pelo Instituto de Psicologia da Aeronáutica (IPA), com a finalidade de preparar militares e civis psicólogos para atuarem no contexto da Aviação, mais especificamente na área da Segurança de Voo. O curso abordou, além dos conceitos básicos de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos, outros campos do conhecimento, tais como Navegação Aérea, Aeronáutica Básica, Medicina Aeroespacial, Fatores Humanos e Atividades Operacionais.

VISITA 1 2 VISITA 5

Por meio da Seção de Instrução e Doutrina, o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA) iniciou, na última terça-feira, dia 06 de junho, o novo Programa de Instrução e Manutenção Operacional (PIMO), destinado aos Gerentes Nacionais de Fluxo (GNAF). Essa equipe é composta por Tenentes, da Especialidade de Controle de Tráfego Aéreo, que concorrem às escalas de serviço no Salão Operacional.

PIMO1 PIMO 2

Com vistas ao aperfeiçoamento técnico e operacional, o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA) finalizou, no dia 09 de junho, a Capacitação em Gerência Regional de Fluxo (CGN001), destinada aos Controladores de Tráfego Aéreo (Graduados e Civis) que atuam, como Gerentes Regionais, no Salão Operacional e nas Células de Gerenciamento de Fluxo (FMC).

O curso foi dividido em dois módulos, sendo o primeiro na modalidade de Ensino à Distância (EaD) e o segundo, como fase presencial, aos moldes de um estágio prático, para que os discentes pudessem ter contato com a operação real. Fizeram parte da turma 21 alunos, oriundos dos Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA), do Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo (SRPV-SP) e do CGNA.

CGN1 CGN5 2

Como etapa do Curso de Formação de Sargentos (CFS), visando o exercício da prática profissional, 27 alunos da Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), das especialidades de Meteorologia (BMT) e Serviço de Informações Aeronáuticas (AIS), realizaram Estágio Supervisionado nas dependências do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA).

 

O treinamento, que ocorreu no período de 02 a 25 de maio, proporcionou, além de uma adaptação social e psicológica, a ambientação no que tange ao contexto das operações aéreas. A carga horária, totalizando 160 tempos, é um requisito para que o egresso do curso de formação faça jus ao título (reconhecido pelo Ministério da Educação – MEC) de Técnico na área.

 

 AIS MET

Fim do conteúdo da página