Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Página inicial > Notícias da EPCAR > Pelotão Contraincêndio realiza instrução de formação de brigada de combate a incêndio
Início do conteúdo da página

Os militares tiveram instruções teóricas e práticas

O Pelotão Contraincêndio (PCI) da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), realizou, no período de 16 de outubro a 11 de novembro, o Curso de Formação de Brigada de Combate a Incêndio (CFBCI) com a participação de militares do efetivo da Guarnição de Aeronáutica de Barbacena (GUARNAE-BQ). O objetivo foi capacitar todos os militares na adoção dos procedimentos corretos em caso de incêndio, bem como na prestação de primeiros socorros, caso haja alguma vítima.

Durante os dias de curso, os militares tiveram disciplinas como Teoria Contraincêndio, Equipamentos de Combate a Incêndio, Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio, Saídas de Emergência e Rotas de Fuga, Procedimentos de Desocupação da Edificação ou Pavimento em caso de Emergência, Equipamentos e Primeiros Socorros. Aprendemos várias formas de evitar e, caso ocorra, combater um incêndio dentro e fora do ambiente de trabalho, utilizando o agente extintor correto em cada situação. Desta forma, afirmo que estamos preparados para atuar conscientes quando houver necessidade”, concluiu a Sargento Stéphany Paula Vigiani da Silva, uma das alunas da instrução.

Seguindo as normas da ICA 92-8 ‘Composição e Formação de Brigada de Combate a Incêndio em Edificações do Comando da Aeronáutica’, sendo de suma importância para a prevenção de acidentes/incidentes nas instalações, além de conhecimentos básicos necessários para até mesmo salvar vidas, o curso foi ministrado com o auxílio e disponibilidade de todos os setores, ou seja, a partir desse dia, 220 novos brigadistas estão aptos para o cumprimento da missão caso seja preciso. “O curso teve boa aceitação entre os instruendos, sendo que estes demonstraram comprometimento, motivação e interesse durante as instruções. Na parte prática, foi possível levar o aprendizado das aulas teóricas e visualizar a real situação de um princípio de incêndio, no qual para muitos foi o primeiro contato com o fogo e com os agentes extintores”, afirmou o Sargento Rafael Eduardo Pereira dos Santos, um dos instrutores do curso.

 

Fonte: Seção de Comunicação Social da EPCAR, por Sargento Domingos
Fotos: Sargento Domingos
 
 
 
 
Fim do conteúdo da página