Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Por Decreto Lei n.º 3.762, de 25 de outubro de 1941, no mesmo ano de criação do Ministério da Aeronáutica - hoje Comando da Aeronáutica, foram criadas cinco Zonas Aéreas, abrangendo o território nacional e o espaço aéreo correspondente. A 2ª Zona Aérea foi ativada em dezembro daquele mesmo ano e a sua área de jurisdição abrangeu oito Estados do Nordeste, do Piauí à Bahia, tendo a sua sede localizada na capital de Pernambuco.
O seu primeiro Comandante foi o inesquecível Brigadeiro Eduardo Gomes, que assumiu o cargo ainda como Coronel e foi promovido a Oficial-General em Recife.

O Decreto inicial foi modificado em 1963, passando o território nacional a ser dividido em seis Zonas Aéreas. A partir desse Decreto, a 2ª Zona Aérea teve estendida a sua jurisdição para nove Estados do Nordeste, com a inclusão do Maranhão e mais o Território de Fernando de Noronha.

Com a reforma administrativa, as Zonas Aéreas adquaram sua missão à coordenação e execução das atividades sistêmicas, em paralelo com o planejamento e ações específicas de Comando de Área, passando a denominar-se pelo Decreto nº 73.151, de 12 de novembro de 1973, Comandos Aéreos Regionais - COMAR, por conseguinte a 2ª Zona Aérea passou a denominar-se Segundo Comando Aéreo Regional.

Finalmente, em 1983, por um novo Decreto, o Estado do Maranhão passou à jurisdição do I COMAR. A área do II COMAR atualmente é constituída pelos Estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Fim do conteúdo da página