Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Slideshow > Inédito no Brasil: “Guia de Investigação da Fadiga Humana em ocorrências aeronáuticas”
Início do conteúdo da página

imgafh 2A detecção da fadiga como fator contribuinte às ocorrências aeronáuticas tem sido um desafio para as investigações do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SIPAER). As dificuldades ocorrem, na maioria das vezes, devido à complexidade dos fatores envolvidos na determinação desse fenômeno.

Para auxiliar no tratamento dessas questões, a Comissão Nacional da Fadiga Humana (CNFH), desde 2013, vem desenvolvendo trabalhos e pesquisas voltados ao aprimoramento das técnicas investigativas da fadiga. As ações desenvolvidas no âmbito da CNFH têm por objetivo agregar conhecimento às discussões sobre a temática e promover melhores práticas de gerenciamento e investigação da fadiga no contexto aeronáutico.

A CNFH é uma comissão temporária do Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CNPAA), órgão independente que congrega a comunidade aeronáutica duas vezes ao ano. As plenárias são sediadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), em Brasília/DF.

O Comitê tem por finalidade reunir representantes de entidades nacionais envolvidas, direta ou indiretamente, com a atividade aérea. Visa estabelecer a discussão, em âmbito nacional, de soluções para problemas ligados à segurança de voo.

Em 2014, durante a 62° Plenária do CNPAA, foi aprovada a metodologia de investigação da fadiga humana em ocorrências aeronáuticas, proposta pela CNFH. Essa metodologia foi embasada em conhecimentos técnicos e científicos sobre a fadiga, além dos processos investigativos empregados nacional e internacionalmente.

Estimular o emprego dessa metodologia na investigação de ocorrências aeronáuticas conduzidas pelo Estado brasileiro, bem como prover recursos auxiliares aos investigadores que atuam com essa realidade, motivaram a elaboração do “Guia de Investigação da Fadiga Humana em ocorrências aeronáuticas”.

Inédito no contexto da aviação brasileira, é a primeira vez que o país conta com uma publicação voltada exclusivamente à investigação da fadiga. Esse material está disponível a todos os profissionais que atuam com investigação e prevenção de acidentes aéreos. O aporte teórico apresentado como base da metodologia provê conhecimentos que poderão ser utilizados tanto no âmbito do gerenciamento dos riscos da fadiga quanto na respectiva investigação.

O Guia resulta do empenho coletivo de profissionais comprometidos com a segurança de voo. Representantes de várias organizações do setor aéreo brasileiro colaboraram com a elaboração desse material, o que favoreceu o intercâmbio de ideias e conhecimentos entre o contexto acadêmico e científico e a realidade dos profissionais da aviação.

Fim do conteúdo da página