Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

 EAOAR

Em 1º de setembro de 1947, foi criado, pelo decreto nº 23.598, o Curso de Tática Aérea (CTA), com a finalidade de preparar oficiais da FAB para o exercício das funções que lhe eram atribuídas, no âmbito das unidades e bases aéreas, e de ministrar-lhes ensinamentos inerentes ao emprego tático de unidades aéreas.

Tendo como sede as instalações da Base Aérea de Cumbica, o CTA logo apontou para a necessidade de um conjunto de conhecimentos nas áreas de Liderança e Administração, do Emprego das Forças Armadas e da Comunicação Oral e Escrita.

Isso ocasionou a revisão dos seus objetivos educacionais, transformando-o, em 1953, na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica (EAOAR). Sua missão, além do Curso de Tática Aérea, era ministrar o Curso de Aperfeiçoamento para Oficiais Aviadores (CAPOA) e o Curso de Oficiais de Serviços - Intendentes e Médicos (CAPOS), preparando-os para o exercício do assessoramento, da chefia e do comando, inerentes aos postos de capitão e major.

Em 1961, a EAOAR, já ocupando instalações próprias, dava início ao Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais Especialistas (CAPOE) e dinamizava suas atividades, criando o Curso de Preparação de Instrutores, em substituição ao Curso de Instrutores Acadêmicos.

Finalmente, em 1968, todos os cursos foram desativados e substituídos por apenas dois: o de Tática, somente para oficiais aviadores, e o de Aperfeiçoamento, para oficiais de todos os quadros.

Com a criação do Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE), o curso de Tática foi transferido, em definitivo, da EAOAR para Natal-RN.

Dando um largo passo em direção ao futuro, o Ministério da Aeronáutica ativa, em 1984, a Universidade da Força Aérea (UNIFA), no Campo dos Afonsos, RJ, para onde foi transferida, naquele mesmo ano, a EAOAR.

Avançando em sua caminhada rumo à melhoria do processo ensino-aprendizagem, o Departamento de Ensino da Aeronáutica transfere, em 1986, para o CIEAR, o Curso de Preparação de Instrutores. Coube, assim, à EAOAR, a missão de desenvolver, em toda sua plenitude, o Curso de Aperfeiçoamento para todos os oficiais de carreira.

Para tanto, em março de 1990, buscando atender às necessidades de ajustamento de fluxos de carreira e de economia de meios, deu-se início ao primeiro Curso de Aperfeiçoamento na modalidade de ensino a distância (CAP-EAD), para oficiais dos quadros de Dentistas, Farmacêuticos, Especialistas além da inserção do quadro feminino. Tal metodologia teve sua execução estendida até o ano de 1998.

Em 2006, atendendo às diretrizes do Comando da Aeronáutica, o CAP incorporou uma especialização profissional na área de gestão, outorgando aos concludentes do curso o certificado de Pós-graduação em Gestão Pública, em parceria com a Universidade Federal Fluminense. A partir de 2012, essa especialização passou a denominar-se Gestão Pública e Emprego da Força Aérea, com certificação outorgada pela Universidade da Força Aérea.

A partir de 2018, atendendo à nova realidade de reestruturação da Força, o CAP passou a contar com três módulos, sequenciais e ininterruptos, sendo dois à distância (EAD) e o terceiro presencial. A nova configuração do curso passou a ser de um ano e meio, abrangendo as disciplinas Gestão de Projetos (Módulo I); Técnicas de Estudo e Produção Textual das Pesquisas Acadêmicas (Módulo II); Liderança Organizacional, Emprego das Forças Armadas, Ética Profissional Militar, Direito e Gestão no COMAER, Comunicação Interpessoal e Gestão de Processos (Módulo III).

Hoje a EAOAR continua comprometida com sua tradição de amor ao ensino e foco na excelência. Em vista disso, vem incorporando metodologias ativas de aprendizagem – como a sala de aula invertida (SAI), action learning e problem based learning (PBL), além de utilizar ferramentas tecnológicas de auxílio à instrução (tablets, smart phones, aplicativos, etc), promovendo um ensino híbrido, relevante, atualizado e conectado à educação continuada, progressiva e cumulativa do COMAER.

Tudo somado, o Casarão do Saber trabalha incansavelmente, com seus instrutores e efetivo de apoio ao ensino, em total conformidade com as diretrizes da DIRENS, para entregar homens e mulheres, cidadãos e combatentes, aperfeiçoados e preparados para Defender, Controlar e Integrar, servindo à FAB e ao Brasil com paixão e profissionalismo.

 

 

 

Fim do conteúdo da página