Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

O aluno egresso do  Curso de Mestrado Profissional do Programa de Pós-Graduação em Ciências Aeroespaciais (PPGCA),  da Universidade da Força Aérea (UNIFA), Major Av Rodrigo Albuquerque Pereira, atualmente doutorando do Programa, desenvolveu pesquisa sobre Gerenciamento do Risco voltada à operação de helicópteros em missões específicas de natureza militar.
Durante a pesquisa, o militar percebeu a relevância do tema e seu papel central para a Segurança de Voo como um todo, principalmente a necessidade de construir uma ponte entre a teoria e a prática, para gerar compreensão mais adequada da temática e assim promover aprimoramento permanente dessas atividades.
No decorrer da investigação, observou ainda que os conceitos básicos de Gerenciamento do Risco na Aviação podiam ser aplicados a uma gama muito maior de atividades, e que
havia uma deficiência na literatura brasileira sobre o assunto.
Assim, surgiu a ideia de tentar disponibilizar esses conhecimentos para o público em geral, tomando por base uma produção técnica realizada durante o Curso de Mestrado no PPGCA.
E como produto nasce o livro  “Introdução ao Gerenciamento do Risco na Aviação”, uma obra que traz exemplos práticos de atividades do cotidiano.

“Esses ensinamentos devem ser de conhecimento não só de pilotos e demais entusiastas do ar, mas de todos aqueles que desejem maximizar o seu desempenho e minimizar os riscos em suas atividades profissionais e cotidianas”, diz o Major Rodrigo.

 

 

Acesse o  livro pelo link:
https://www.amazon.com.br/Introdu%C3%A7%C3%A3o-Gerenciamento-Avia%C3%A7%C3%A3o-Rodrigo-Albuquerque-ebook/dp/B08R7Z2ZTC

 

Revisão/Texto/Informação : Cel Av R/1 Bacellar, Ten QOCON PED Vanessa Barros e Maj Av Rodrigo

O Ex-Aluno do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Aeroespaciais (PPGCA), Coronel Aviador Cláudio da Costa Silva, servindo atualmente no Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, conquistou o terceiro lugar em concurso de teses e dissertações sobre Defesa Nacional, promovido pela CAPES/MEC e MD, conforme Edital Nº 14/2020 Prêmio Tiradentes. A premiação foi publicada no DOU Nº 236, de 10 de dezembro de 2020.

O concurso premia os melhores trabalhos defendidos em programas de pós-graduação do Brasil, reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), nas categorias de mestrado e doutorado. Cabe ressaltar que se trata de concurso extremamente disputado, com a participação de Universidades de todo o Brasil, e que tal resultado terá impacto significativo na avaliação do PPGCA pela CAPES.

A pesquisa, cujo título é “Capacidades do Poder Aeroespacial Brasileiro para o Emprego em Operações de Paz da ONU” teve como orientador o Tenente Coronel Intendente Rodrigo Antônio Silveira dos Santos, do efetivo da COPAC, atualmente Chefe da Seção Administrativa, Financeira e Contratual do Grupo de Acompanhamento e Controle na Empresa SAAB (Projeto F-39 Gripen), na Suécia.

O Coordenador do PPGCA, Coronel Aviador R/1 Nelson Augusto Bacellar Gonçalves, salientou a importância da premiação: “Esse reconhecimento eleva o Programa a patamares mais altos, seja no mundo acadêmico ou no âmbito da nossa Força. Proporciona, ainda, uma maior visibilidade quanto à excelência e à seriedade do trabalho que vem sendo desenvolvido na Universidade da Força Aérea”, finalizou.

Autor: Coronel Bacellar

A Universidade da Força Aérea (UNIFA) lançou no dia 09 de dezembro de 2020, no Rio de Janeiro, o livro Questões Humanitárias e Poder Aeroespacial. Trata-se de uma abordagem multidisciplinar que congrega uma visão pelo reconhecimento nacional e internacional desta universidade, na difusão dos conhecimentos relacionados ao Poder Aeroespacial.

 

 

 

A obra é resultado do Grupo de Pesquisa Questões Humanitárias e Poder Aeroespacial (GPHumAer), que desenvolve atividades multidisciplinares que buscam aprimorar a discussão científica sobre questões relativas ao Humanitarismo e sua perspectiva no século XXI. Trata de abordagens sobre a teoria e aplicação do poder Aeroespacial em áreas de conflitos e catástrofes humanitárias e busca integrar conhecimentos do Direito, Sociologia, Administração, Logística, História, Relações Internacionais, Geopolítica e Ciência Política, dentro de uma proposta epistemológica que amplia a percepção sobre a complexidade presente na atualidade.

 

O professor Doutor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Aeroespaciais (PPGCA) da UNIFA, Eduardo Sol Oliveira da Silva ressaltou a importância do trabalho realizado pelos pesquisadores: “É uma satisfação esse momento para nós em um ano tão difícil, com uma série de questões e dificuldades físicas, emocionais e psicológicas. O grupo de pesquisa materializou um trabalho de tamanha importância, não só para a universidade em si mas para as Escolas, corpo docente e discente, sociedade acadêmica. Fizemos uma projeção interessante das pesquisas realizadas pela UNIFA. Através desse livro a gente espera poder continuar trabalhando em prol do conhecimento, do Brasil e da Força Aérea”, disse.

 

Autor do prefácio do livro, o Diretor de Ensino da Aeronáutica, Major - Brigadeiro do Ar Marcos Vinicius Rezende Mrad elogiou a iniciativa do grupo e da UNIFA: “Eu fico muito satisfeito de ver o quanto nós avançamos nessa área. Acompanho o trabalho de vocês desde 2009, quando era Comandante na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais. Imediatamente me comprometi em todo o esforço que dependesse da Diretoria de Ensino em apoiar, articular e desenvolver esta obra. Parabenizo toda equipe pelo trabalho! Eu tive oportunidade de ler alguns dos artigos e achei fantástico. Acredito que é o começo de algo muito maior que está por vir”, finaliza o Oficial-General.

 

O livro possui 15 artigos de pesquisadores nacionais e internacionais. Organizado pelos professores Carlos Alberto Leite da Silva (Coronel Intendente e Pró-Reitor de Extensão e Cooperação da UNIFA), Dr. Eduardo Sol Oliveira da Silva e Dr. Gills Vilar-Lopes, a obra está disponível na versão impressa e digital.


 

PROFESP AFONSOS INICIA DISTRIBUIÇÃO DE KITS ALIMENTAÇÃO

 

A distribuição está sob a coordenação da UNIFA e prevê a entrega de 450 kits em janeiro

 

 

Nesta terça-feira (19), o Programa Forças no Esporte dos Afonsos – PROFESP-AF retomou a entrega dos kits de alimentação às famílias dos beneficiários atendidos pelo Programa e Projeto João do Pulo (PJP).

 

 

 

 

As equipes do PROFESP recepcionaram os pais e responsáveis na entrada da Universidade da Força Aérea (UNIFA), conduzindo-os a sede do Programa. A distribuição dos kits foi precedida pela apresentação de uma retrospectiva das atividades esportivas, sociais e culturais desenvolvidas no PROFESP com os beneficiários, reforçando, assim, para os familiares, a relevância e a representatividade desses projetos na formação cívica e cidadã das crianças, jovens e adolescentes atendidos. Aproveita-se, ainda, essa oportunidade de encontro, para distribuir aos beneficiários um kit contendo um tênis de futebol de salão, uma camisa do PROFESP, um squeeze customizado e uma revista institucional das Forças Armadas com a Turma da Mônica.

 

 

 

 

 

A entrega dos kits de alimentação tem como objetivo diminuir os impactos causados pela pandemia da COVID-19 a famílias na condição de vulnerabilidade social e de insegurança alimentar e nutricional, tendo em vista que a situação gerada pela pandemia e que ainda perdura neste primeiro bimestre de 2021 impede a retomada das atividades presenciais.

 

 

 

 

 

Estão previstas a entrega de 450 kits de alimentação no mês de janeiro, em conformidade com as diretrizes contidas na Orientação Normativa Nº 11, do Ministério da Defesa, emitida em 10 de dezembro de 2020, e observando os protocolos de segurança sanitária determinados pelas autoridades de saúde.

 

 

 

 

Para a coordenadora pedagógica do PROFESP-AF, 1º Tenente QOCON Pedagoga Jaqueline Maria Pereira Fulgêncio, uma das encarregadas pelo planejamento da distribuição dos kits de alimentação, este tipo de ação tem um significado muito especial não só para as famílias beneficiadas, mas, também, para todos os integrantes dos projetos vinculados ao PROFESP-AF. “Nos sentimos reconfortados no alívio pontual que prestamos a essas famílias e pela ação solidária viabilizada pelo projeto social ao qual estamos integrados”, ressalta.

 

 

Fonte: Cel Roque

Fotos: PROFESP-AF

 

 

A histórica Capela Nossa Senhora de Loreto festejou o Jubileu Lauretano com a presença do Cardeal Arcebispo metropolitano da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, Eminência Reverendíssima Dom Orani João Tempesta.

A Capela Militar da Universidade da Força Aérea (UNIFA), Nossa Senhora de Loreto, realizou no dia 06 de dezembro a comemoração do Jubileu da sua criação. Devido à pandemia da Covid-19, a cerimônia, que seria realizada no dia 23 de outubro (Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira), foi adiada. A missa foi presidida pelo Cardeal Arcebispo Dom Orani João Tempesta, pelo padre Adilson Antonio da Costa, Major Capelão da UNIFA e pelo padre Rogério de Azevedo Figueiredo, Major Capelão do Hospital de Aeronáutica dos Afonsos (HAAF).

Durante a missa, foi realizada a crisma de fiéis e uma bela homenagem a Nossa Senhora de Loreto. Dona Olga do Nascimento Figueiredo, 68 anos, do ministério de música, relatou seu envolvimento com a paróquia: “Frequento essa igreja desde 1961. Meu filho foi batizado aqui, minha filha fez a primeira comunhão e meu marido foi soldado em 1968. Ele que limpava e cuidava daqui. Em 2019, meu marido faleceu, Sub Oficial Percy Figueiredo. Agradeço ao Comando da UNIFA que permitiu que o corpo dele fosse velado nesse lugar tão importante na história de minha família”, disse.

Na cerimônia, foram entregues as autoridades religiosas e militares uma lembrança pelos 70 anos da igreja. O Coronel Aviador Alexandre Nogueira de Sousa, representando o Comandante Interino da UNIFA, Brigadeiro do Ar Luís Renato de Freitas Pinto, ausente por motivo de saúde, ressaltou a importância de celebrar essa data especial: “É uma satisfação enorme participar de uma cerimônia tão bonita e profícua, que retrata a história da nossa Capela aqui nos Afonsos e demonstra que o simbolismo de Nossa Senhora do Loreto e da nossa capela atravessa toda essa trajetória da história da Força Aérea. Em 2019 comemoramos os 100 anos da Instrução Militar na Aviação Brasileira aqui no Campo dos Afonsos e agora, 70 anos da nossa capela. É um momento de grande representatividade para a Força Aérea, para as famílias que vivem em torno dos Afonsos e para mim. Casei aqui e sinto uma felicidade imensa em comemorar esse momento importante”, declara.

 

A importância do Jubileu Lauretano

Segundo o Padre Adilson Antônio da Costa, Major Capelão da UNIFA, o Jubileu Lauretano corresponde a uma graça que todas as Forças Aéreas do mundo receberam do santo padre Pio XI, declarando Nossa Senhora de Loreto padroeira dos aeronautas. Quando a nossa Força Aérea foi criada em 1941, Já era tradição ter Nossa Senhora de Loreto como protetora, contudo, o fato mais marcante foi quando nosso Ministro da Aeronáutica e atual patrono, Marechal do Ar Eduardo Gomes, em 1967, foi ao Vaticano e solicitou ao Sumo Pontífice Paulo VI a composição da oração a Nossa Senhora de Loreto pedindo proteção aos aviadores.

“Nós estamos felizes porque logo que a Aeronáutica foi instalada e criada (1941), em 1949, o Ministro da Aeronáutica, o Excelentíssimo Senhor Tenente-brigadeiro do Ar Armando Trompowsky, com sua esposa, Sephora Trompowsky, e outras esposas de oficiais deram início a construção dessa capela dedicada a Nossa Senhora de Loreto, aqui no Campo dos Afonsos, que na época era Escola de Aeronáutica. Então, nós temos aqui uma capela próxima ao início da Aeronáutica brasileira. Talvez, uma das capelas mais antigas da nossa Força Aérea. Assim, o motivo tão importante dessa comemoração, cuja data histórica foi no último dia 23 de outubro, mas devido à pandemia, acabamos transferindo para a data de hoje, com a presença ilustre do nosso Cardeal Arcebispo Dom Orani”, explica Major Costa.

A construção da capela Nossa Senhora de Loreto está em harmonia ao conjunto arquitetônico de toda UNIFA que é marcada, por exemplo, pelos azulejos portugueses, pela arte da madeira entalhada e também pelos vitrais. Major Costa relatou que não havia placas que explicassem o significado dos vitrais que compõem a Capela. “Nós tivemos um casal muito querido, Adriano e Lívia, filhos de militares da Aeronáutica, que se dedicaram a estudar cada um dos vitrais, detectando os pormenores simbólicos religiosos e militares, e assim, puderam confeccionar placas informativas que hoje apresentamos à comunidade, e de certa forma, é um ganho histórico para toda a nossa Universidade da Força Aérea”, conclui.

AVISO- RESULTADO FINAL DO EDITAL DE OPORTUNIDADES

Nº 1/1SC3/COMGEP/2020

 

Adriana Gustavo Cardoso

Alan Dealis Bilheo

Ana Beatriz Simões da Matta

Edna de Oliveira dos Santos

Flavia Cristina dos Santos Silva

Sâmela de Souza Costa Marques

Vinícius de Oliveira Damasceno

 

 

Observações:

- Não será fornecido qualquer documento comprobatório de Análise de Desempenho do candidato no Processo Seletivo, valendo para esse fim a publicação desse resultado. 

- O Comando da Aeronáutica não se responsabilizará pela mudança do servidor e, portanto, não será concedida ajuda de custo e auxílio moradia pelo COMAER; 

- O resultado da seleção não gera qualquer compromisso por parte deste órgão com o candidato, devendo ser aguardada a manifestação do Ministério a qual o candidato está subordinado

Fim do conteúdo da página