Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

A Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), sediada em Barbacena (MG), realizou, na manhã do dia 17/12/2021, a solenidade militar de conclusão do Curso Preparatório de Cadetes do Ar (CPCAR). O 1º colocado geral, Aluno João Vithor Mendes Pereira e Silva, recebeu o Prêmio INCAER de Cultura Aeronáutica das mãos da Professora Andrea Cristina Rocha Cantaruti, que representou o Senhor Diretor do INCAER, Ten Brig Ar R/1 Rafael Rodrigues Filho.

 
Profª. Andrea Cristina R.Cantaruri e Aluno João Vithor P. e Silva

No período de 14 a 18 de dezembro de 2021, foi realizada, pelo Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), a Visita de Assessoramento Técnico (VAT) ao Segundo Comando Aéreo Regional (II COMAR), sediado na cidade de Recife, PE.

O objetivo da visita foi prestar assessoramento técnico museológico para a implantação do Centro de Memória do II COMAR, antes denominado Museu de Aeronáutica do II COMAR, cujo Projeto de Remodelação foi realizado pela equipe deste Instituto. As profissionais designadas para o cumprimento da missão foram a 1° Ten QOCon MUG Keyla de Assis Waltz, a 1° Ten QOCon MUG Mariana Silva Santana e a 3S QSS SDE Natália Buriol de Oliveira, responsáveis pela confecção do Projeto de Remodelação.

A equipe foi recepcionada pelo Gerente do Espaço Cultural, Cap Esp Av R/1 Aristóteles Alves de Moraes, Chefe de Memória do II COMAR, que exibiu as instalações do espaço, bem como o andamento da execução do projeto. Posteriormente, as militares foram apresentadas ao Brig Cesar Faria Guimarães, Comandante do II COMAR, que ressaltou a importância do apoio prestado pelo INCAER.  

Durante a VAT, foram realizados procedimentos relativos à conservação, à higienização e ao acondicionamento dos acervos que serão expostos. Houve, também, orientações relativas à montagem da exposição e à restauração dos bens culturais pertencentes à OM, sendo apontados parâmetros para a preservação, a segurança e a divulgação dos acervos do Centro de Memória.

 


Fachada do Centro de Memória do II COMAR

 


3S Buriol, Ten Mariana, Cap R/1 Aristóteles e Ten Keyla

 

 
Higienização da Caderneta de Voo de Anésia Pinheiro Machado

 

Entre os dias 27 e 29 de julho de 2021, o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), através das Segundos-Tenentes museólogas Carnevale e Josemária, realizou uma Visita de Assessoramento Técnico (VAT) no Museu Casa Natal de Santos-Dumont, localizado na cidade de Santos Dumont (MG).

A visita foi acompanhada pelos militares da EPCAR, o Capitão Pedro Bernardo e a Primeiro-Tenente Januário, além da Sra. Mônica Castello Branco, da Fundação Casa de Cabangu e Coordenadora do espaço há 28 anos.

O intuito da visita foi diagnosticar e orientar a organização do espaço cultural, planejando observações para se preservar e difundir o patrimônio cultural, material e imaterial do Museu Casa Natal de Santos-Dumont. Patrimônio esse composto por objetos pessoais, mobiliários - alguns produzidos na própria fazenda -, fotos que reconstituem a história do inventor, documentos, livros, correspondências, projetos e réplicas de suas invenções.

 

 

 

 

 

 

 

 


Cap Pedro (EPCAR), Sra. Mônica Castello Branco e as museólogas 2º Ten Josemária e 2º Ten Carnevale (da esquerda para a direita).

 

 
Equipe conhecendo as dependências internas da Casa Natal

 

Durante a visita, foram observados os aspectos de guarda do acervo e os cuidados com a preservação dos bens, além da ênfase dada à necessidade de reformular o Livro de Inventário de Bens Culturais Materiais Móveis. Ademais, foi observada, também, a necessidade de reformulação dos espaços expositivos, restaurando e reativando os pavilhões que abrigam o acervo.

 


Inspeção técnica à Reserva Técnica (RT)


Inspeção técnica à Reserva Técnica (RT)


Sra. Mônica e as museólogas em frente ao Pavilhão Anésia Pinheiro Machado (o terceiro pavilhão que necessita de restauração)

 

 

 


O Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), representado pelo Cel Int R/1 Marcelo Antônio Mariño Gomez, chefe da Seção Administrativa do INCAER, foi um dos convidados da abertura do Ano Cultural de 2021 da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEx) realizada no dia 03 de março deste ano.

O evento, que aconteceu no Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana (MHE/FC), contou com a presença de Oficiais Generais do Exército  e de representantes de importantes instituições culturais, tais como o Instituto Estadual do Patrimônio Cultural / Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (INEPAC) e Museu Nacional, além de professores e instrutores do Curso de Gestão Cultural da DPHCEx.

       

 

 Cap Falcão, 1º Ten Charles Willians, Cel Antunes, 1º Ten Heide, 1º Ten Carnevale, Historiadora Mariana, SO Avelino
Cap Falcão, 1º Ten Charles Willians, Cel Antunes, 1º Ten Heide, 1º Ten Carnevale, Historiadora Mariana, SO Avelino

 

No dia 16 de setembro de 2021, o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER) realizou a Visita de Assessoramento Técnico (VAT) na Base Aérea de Santa Cruz (BASC), na cidade do Rio de Janeiro.

A equipe do INCAER foi recebida pelo Comandante da Ala 12 e da GUARNAE-SC, Cel Av Antunes, sendo a Visita acompanhada pelo Chefe da Assessoria de Comunicação Social da BASC, Cap QOEFOT Falcão, a quem foi prestado o devido assessoramento técnico das atividades culturais realizadas pela OM.

A equipe de Musicologia, composta pelo 1º Ten MUS Charles Willians e SO R/1 Avelino, realizou a Visita na Banda de Música da BASC, verificando o seu pessoal, os instrumentos musicais, assim como as suas instalações para a atividade de música, conforme preceitua a ICA 906-1 “Atividade de Música no Comando da Aeronáutica”.

A equipe de Museologia, composta pela 1° Ten MUG Heide e a 1° Ten MUG Carnevale, realizou a Visita não só na BASC, mas também no 1°GAvCa; orientando quanto aos procedimentos para a preservação dos Bens Culturais, bem como acerca do inventário de bens culturais no e-SISCULT; das projeções para o futuro espaço expositivo que configurará as atividades da BASC, da organização do acervo da Sala Histórica do 1°GAvCa e dos cuidados preservacionistas ao bem tombado Hangar do Zeppelin.

A Equipe de História, representada pela Historiadora Mariana Azevedo, visitou a BASC e o 1º GAvCA, esclarecendo as dúvidas relativas à escrituração de Fatos Históricos, ao uso do e-SISCULT, e à manutenção dos Livros Históricos, assim como às questões relativas à ICA 904-1 “Preservação dos bens culturais de Organizações Militares transferidas e desativadas do Comando da Aeronáutica”.

 

Em singela cerimônia, em sua residência em São Paulo, o Conselheiro do Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), Engenheiro Ozires Silva, ocupante da Cadeira nº 10, recebeu o título de Doutor Honoris Causa do Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Tenente-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara e do Reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Professor Doutor Anderson Ribeiro Correia.

O título de Doutor Honoris Causa, expressão latina que em português significa "por causa de honra", é título honorífico concedido pelo ITA a pessoas eminentes, que tenham se destacado por sua virtude, mérito, pelo alto nível de reconhecimento profissional e de feitos significativos, a ponto de serem considerados no grau honorário de doutor.

Somente três pessoas foram agraciadas com este título, Alberto Santos Dumont, o Pai da Aviação e Patrono da Aeronáutica, Marechal Casemiro Montenegro, criador do ITA e agora o fundador e primeiro presidente da EMBAER, Engenheiro Ozires Silva.

Nascido em Bauru, São Paulo, Ozires Silva é Tenente-Coronel Aviador e Engenheiro Aeronáutico, graduado em 1962 pelo ITA. Chefiou o Departamento de Aeronaves do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento, e em 1965 iniciou o projeto IPD-6504, que mais tarde se tornaria o avião Bandeirante. Foi Ministro da Infraestrutura, presidente da Petrobras e, em 1991, retornou à Embraer, conduzindo o processo de privatização da empresa, concluído em 1994.

No dia 11 de agosto de 2020, o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER) recebeu, na Base Aérea de Santa Cruz (BASC), berço da Aviação de Caça da FAB, o arranjo original para Banda de Música, contendo 11 partituras da “Canção da Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira (Carnaval em Veneza)”. Tais partituras, datadas entre dezembro de 1946 e janeiro de 1947, foram elaboradas pelo então 1º Sargento Músico Armando Garcia de Matos e estavam guardadas no acervo da Banda de Música da BASC.

A entrega foi realizada pelo Comandante da BASC, Coronel Intendente André Gomes de Magalhães, acompanhado pelo Regente da Banda de Música, 1º Tenente Músico Daniel Máximo da Costa Filho e pelo Chefe da Assessoria de Comunicação Social, Capitão Aviador Allan Seixas Júlio, ao INCAER, que foi representado pelo 1º Tenente Músico Charles Willians Santos Barbosa, Chefe da Seção de Musicologia, e pela 1º Tenente Museóloga Keyla de Assis Waltz, Adjunta da Seção de Museologia.

 


1T Daniel, 1T Keyla, Cel André, 1T Charles Willians

 



Vale ressaltar que o arranjo da Canção foi elaborado, aproximadamente, 2 anos após os pilotos do 1º Gp Av Ca retornarem do Teatro de Operações na Itália, após o fim da 2ª Guerra Mundial. As Bandas de Música, importantes ferramentas mantenedoras da cultura aeronáutica, mesmo depois de terem-se passado 73 anos da elaboração da partitura original, preservaram a autenticidade da execução do arranjo.


Partitura de 3º Trompete

 

Visando à preservação deste importante documento histórico, o Instituto fez a higienização e a digitalização das peças do arranjo e, no dia 2 de setembro de 2020, realizou-se a entrega ao Diretor do Centro de Documentação da Aeronáutica (CENDOC), Coronel Intendente Aldo José Pereira da Rosa, acompanhado pela Chefe da Assessoria de Difusão Cultural do CENDOC, Tenente Coronel Museóloga  Sahara Burity Fernandez  Cyrino, momento no qual foi também assinado o Termo de Recolhimento de Documentos, firmado pelo Diretor do INCAER, Tenente-Brigadeiro do Ar Rafael Rodrigues Filho, e o Diretor do CENDOC. As partituras da Canção foram devidamente acondicionadas em local apropriado, junto ao acervo pessoal de Santos Dumont.

 


Cel Pereira, Ten Cel Sahara, 1T Keyla 1T Charles Willians

 

Fim do conteúdo da página