Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

 

Entre os dias 20 e 25 de junho, o INCAER recepcionou os membros da Comitiva Aeronaval Portuguesa criada para desempenhar as ações pertinentes às celebrações do Centenário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul.

O feito, realizado pelo Almirante Carlos Viegas Gago Coutinho e pelo Capitão-de-fragata Artur Sacadura Freire Cabral, tinha o objetivo de comemorar o Centenário da Independência do Brasil. Assim, saíram de Lisboa, cruzaram pela primeira vez o Atlântico Sul e, com muita coragem e determinação, chegaram, em junho de 1922, ao Rio de Janeiro.

A comitiva, que reuniu militares da Marinha e da Força Aérea Portuguesa, contou com a participação do Presidente da Comissão Histórico Cultural da Força Aérea, Tenente-General Manuel Fernando Rafael Martins; do Assessor da Comissão Histórico Cultural da Força Aérea, Tenente-General Piloto Aviador Reformado Antônio Carlos Mimoso e Carvalho; do Vice-Chefe do Estado-Maior da Armada, Vice-Almirante António Manuel de Carvalho Coelho Cândido; do Diretor do Museu do Ar, Coronel Carlos António Mouta Raposo; do Chefe da Divisão de Relações Externas do Estado-Maior da Armada, Capitão de Mar e Guerra João Pedro Maurício Barbosa; do Adido de Defesa junto à Embaixada de Portugal no Brasil, Capitão de Mar e Guerra Manuel Francisco Silveirinha Canané, e do Comandante da Esquadrilha de Helicópteros, Capitão de Fragata Hugo Miguel Batista Cabral.

A programação, abrilhantada por um conjunto de homenagens aos aviadores portugueses, incluiu um passeio cultural pelos pontos da Cidade do Rio de Janeiro que guardavam laços com a Travessia. Contou, também, com conferências ministradas pelos militares do Brasil e de Portugal, com destaque para a palestra realizada pelo Brig Ar R/1 ROBERTO FERREIRA PITREZ, Subdiretor de Divulgação e Apoio do INCAER, que aproveitou a oportunidade para homenagear a Delegação com o relançamento do opúsculo relativo à Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul.

O encerramento foi marcado pela inauguração da exposição “Por ares nunca d’antes navegados” e pelo descerramento de placa comemorativa no Museu Aeroespacial. Nessa ocasião, o Diretor do INCAER, Ten Brig Ar R/1 RAFAEL RODRIGUES FILHO, declarou que “ao comemorarmos os 100 anos da Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul, viagem que representou uma inestimável contribuição para a aviação, comemoramos também o Bicentenário da Independência do Brasil. Dois acontecimentos que as gerações mais novas precisam conhecer e, acima de tudo, se orgulhar”.

 

 

Como parte das comemorações do Centenário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul (TAAS), hoje (24/jun/2022), o Museu Aeroespacial recebeu a honrosa visita do Tenente-Brigadeiro do Ar R/1 Rafael Rodrigues Filho, Diretor do Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), e da Comitiva Aeronaval Portuguesa, os quais participaram de cerimônia de lançamento da exposição “Por ares nunca d’antes navegados”.

Esta exposição tem por objetivo enaltecer e elucidar o feito dos aeronautas portugueses, Gago Coutinho e Sacadura Cabral, idealizadores e realizadores deste verdadeiro marco na história da aviação mundial, uma vez que, em uma época ainda tão prematura para este setor, esses verdadeiros heróis voaram de Lisboa ao Rio de Janeiro, sem grandes recursos tecnológicos, a bordo do hidroavião modelo Fairey III-D. A travessia de aproximadamente 4500 milhas náuticas durou mais de 60 horas de voo, tendo sido iniciada em 30 de março de 1922 e finalizada em 17 de junho do mesmo ano.

A Comitiva Portuguesa foi composta pelo Tenente-General Manuel Fernando Rafael Martins, Presidente da Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea Portuguesa; Tenente-General Piloto Aviador Antônio Carlos Mimoso e Carvalho, Assessor da Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea Portuguesa; Vice-Almirante Antônio Manuel de Carvalho Coelho Cândido, Vice-Chefe do Estado Maior da Armada Portuguesa; Coronel Carlos Antônio Mouta Raposo, Diretor do Museu do Ar; Capitão-de-Mar-e-Guerra João Pedro Maurício Barbosa, Chefe da Divisão de Relações Externas do Estado-Maior da Armada Portuguesa; Capitão-de-Mar-e-Guerra Manuel Francisco Silveirinha Canané, Adido de Defesa Junto à Embaixada de Portugal no Brasil; Capitão-de-Fragata Hugo Miguel Batista Cabral, Comandante da Esquadrilha de Helicópteros.

Durante a visita à nova mostra, observando um dos painéis da mesma, Tenente-General Manuel Fernando Rafael Martins, Presidente da Comissão Histórico-Cultural da Força Aérea Portuguesa, enalteceu que: “[...] Como lhe é peculiar e de maneira entusiástica, na chegada ao Brasil, o povo brasileiro recebeu nossos bravos pioneiros portugueses, Gago Coutinho e Sacadura Cabral, de maneira única e com muitas comemorações”.

Em aproveitamento a oportunidade da visita da Comitiva Portuguesa, foi realizada uma importante reunião de interação da Direção do Museu Aeroespacial com o Diretor do Museu do Ar de Portugal. Muita informações cruciais foram trocadas a respeito da parte administrativa; restauração e conservação de acervos; planos e formas de divulgação das Instituições e da História da Aviação; e assuntos pedagógicos e sobre acessibilidade.

“Certamente, esta reunião possibilitou um grande intercâmbio, além de estreitar os laços entre essas Instituições tão expressivas para a História da Aviação Mundial” - como ressaltou o Brigadeiro do Ar R/1 Mauricio Carvalho Sampaio, Diretor do MUSAL.

 

 

 

Na manhã desta segunda-feira, 20 de junho, desembarcou  no Rio de Janeiro, a Comissão Aeronaval Portuguesa criada para celebrar o Centenário da Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul - 100TAAS.

A delegação, que foi recepcionada pelo Diretor do INCAER, o Ten Brig Ar R/1 RAFAEL RODRIGUES FILHO, cumprirá agenda conjunta com a Marinha do Brasil prevista para acontecer no período de 20 a 25 de junho.

Como parte das comemorações será relançado o opúsculo "A Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul".

 

    

     Dando prosseguimento à programação estabelecida para o Programa Formação e Fortalecimento de Valores para o ano de 2022, aconteceu, no último dia 31 de maio, no Auditório do GAP-RJ, a terceira palestra do ciclo, com o tema “Espírito de Corpo”.

     O grupo de palestrantes, formado pela Ten QOCon MUG KEYLA DE ASSIS WALTZ, pela Historiadora MÔNICA TEIXEIRA SERRA, pela SO SAD FABIANA FERREIRA DE FREITAS, pelo SO TBA R/1 PAULO AGUIAR SOUZA, pelo 1S BSP MARCOS DE OLIVEIRA SOARES, pelo 3S SAD R/1 EDVALDO MAIA e pelo 3S SAD R/1 LEDIO DE SOUZA RANGEL FILHO, abordou o assunto de forma surpreendente, impressionando a todos os presentes.

      Utilizando-se de uma breve dramatização, o grupo encenou um episódio típico da vida da caserna para melhor ilustrar o tema. Desse modo, levantaram questões acerca do espírito de corpo, da empatia, do respeito e da cordialidade, levando todos a pensar.

      Para concluir, os participantes foram conduzidos a uma dinâmica de grupo. Em seguida, houve a distribuição de uma lembrança que veio acompanhada de mensagens de sabedoria e reflexão.

     Vale ressaltar as palavras do CEL INT R/1 ANTÔNIO JOSÉ MOREIRA EVANGELISTA, Presidente da Comissão Fiscalizadora do PFV, que enalteceram a importância do Programa nas organizações militares e o quanto vem se surpreendendo com as apresentações, sendo essas dignas de registro.

     Para finalizar, o Diretor do INCAER, Ten Brig Ar R/1 RAFAEL RODRIGUES FILHO, parabenizou o grupo e convidou todos a confraternizar, desfrutando de um agradável lanche ofertado pelo grupo.

 

No dia 17 de maio de 2022, foi realizada, na Diretoria de Administração do Pessoal (DIRAP), a apresentação da Canção do Serviço Social da Aeronáutica, em comemoração ao Dia do Assistente Social, celebrado em 15 de maio, e em homenagem aos 37 anos do Serviço Social na Aeronáutica.

O Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), representado pela Comissão Avaliadora de Hinos e Canções Militares do COMAER, prestigiou a solenidade de apresentação da Canção, bem como participou da inauguração da exposição “A História do Serviço Social no Comando da Aeronáutica”.

A solenidade foi presidida pelo Chefe do Estado-Maior do Comando-Geral do Pessoal (COMGEP), Major-Brigadeiro do Ar Valdir Eduardo Tuckumantel Codinhoto, acompanhado pelo Diretor de Administração do Pessoal, Major-Brigadeiro do Ar Fernando César da Costa e Silva Braga e o Comandante do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II), Coronel Aviador Jano Ferreira dos Santo

Os autores, que são militares do CINDACTA II, também participaram da apresentação e receberam as merecidas homenagens: a 1º Tenente Fernanda Gomes Banhos, a 2º Tenente Daniele Trindade Vieira Farias, a 2º Tenente Roberta Mischiatti de Marco, a 2º Tenente Grasiele Dalbão Rodrigues Modesto de Camargo, o 3º Sargento Alexsander de Paula Neves e o 3º Sargento Leandro José Cruz Machado.

Conforme previsto em legislação específica, a Comissão Avaliadora de Hinos e Canções Militares do COMAER tem como escopo precípuo analisar as propostas de aprovação de hinos e canções militares que são recebidas pelo INCAER, por meio do software e-SISCULT (importante ferramenta que contém um banco de dados com todas as informações e documentos relativos às atividades desenvolvidas pelo Sistema de Patrimônio Histórico e Cultural do Comando da Aeronáutica – SISCULT). Cada peça do processo é criteriosamente examinada pela Comissão, no qual são verificados, além da documentação exigida, detalhes técnicos como: a relação entre a melodia e a harmonia da composição musical, a marcialidade das músicas, a expressão das letras e a coordenação existente entre ambas.

O processo para a aprovação da Canção do Serviço Social da Aeronáutica contou com a sinergia demonstrada pelo proponente (CINDACTA II), que realizou os devidos contatos com o INCAER, obtendo todas as informações necessárias para cumprir as exigências previstas.

O capricho apresentado pelos autores em toda a obra musical (letra, música e arranjo) cooperou substancialmente para a análise técnica dos membros efetivos da Comissão que concluiu, em tempo recorde, todos os tramites do processo, finalizando com a publicação em Boletim do Comando da Aeronáutica (BCA) e eternizando tão significativo Bem Cultural Imaterial.

 


Comandante do CINDACTA II, Comissão Avaliadora de Hinos e Canções Militares do COMAER e autores da Canção

 


Processo tramitado no software e-SISCULT

 


Capitão Charles Willians (INCAER), Major-Brigadeiro Codinhoto (COMGEP), Major-Brigadeiro Braga (DIRAP),
1º Tenente Gedson (INCAER)

 

CANÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL DA AERONÁUTICA

Letra: 1º Ten QOCon SSO FERNANDA GOMES BANHOS; 2º Ten QOCon SSO DANIELE TRINDADE VIEIRA FARIAS; 2º Ten QOCon SSO GRASIELE DALBÃO RODRIGUES MODESTO DE CAMARGO; e 2º Ten QOCon SSO ROBERTA MISCHIATTI DE MARCO
Música: 3S QESA SMU ALEXSANDER DE PAULA NEVES
Música e Arranjo: 3S QESA SMU LEANDRO JOSÉ CRUZ MACHADO

 

I

Espalhados por essa nação

Estamos todos juntos, sempre atentos

Com o dever de cumprir a missão

Baluarte de direitos e sua ampliação

 

Seja o desafio perto ou longe,

Isolado ou contíguo,

Prontos e operantes

Estaremos lá e assim, o voo se manterá

 

REFRÃO

Serviço Social, da Força Aérea Brasileira

Valente sempre, hoje, em frente

No afã pela justiça social

 

Serviço Social, da Força Aérea Brasileira

Assim como a farda

Adere à alma do assistente social

 

II

O respeito, a coragem e a justiça

São valores cravados na memória,

Entrelaçados ao longo da história

O Serviço Social e a grande Força do Brasil

 

Seja o desafio perto ou longe,

Isolado ou contíguo,

Prontos e operantes

Estaremos lá e assim, o voo se manterá

 

Refrão

Serviço Social, da Força Aérea Brasileira

Valente sempre, hoje, em frente

No afã pela justiça social

 

Serviço Social, da Força Aérea Brasileira

Assim como a farda

Adere à alma do assistente social

 

No dia 30 de maio de 2022, foi realizada no Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica uma reunião com representantes da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM), com a participação da Capitão de Mar e Guerra Patrícia Torres, da Capitão de Fragata Glória e da Capitão de Corveta Adriana Astorga, da Marinha do Brasil. A equipe da Marinha foi recepcionada pelo Maj Brig Ar Refm Scheer, Subdiretor de Cultura do INCAER, que proferiu uma palestra sobre o Sistema de Patrimônio Histórico e Cultural do Comando da Aeronáutica, pelas oficiais 1° Ten Keyla e 2° Ten Josemária, e pelas Historiadoras Bruna Melo e Monica Serra.

A reunião foi motivada devido a passagem da Vice-Chefia da DPHDM, da CF Glória para a CMG Patrícia Torres, que solicitou ao INCAER uma apresentação sobre o SISCULT com a finalidade de compreender os meios pelos quais a Força Aérea Brasileira lida com o seu patrimônio cultural.

Ao final da reunião o MB Scheer destacou a relevância do intercâmbio cultural entre as Forças Armadas em prol da preservação do patrimônio.

 

No dia 09 de maio de 2022, foi realizada pelo Ministério da Defesa, por meio da Chefia de Educação e Cultura, a 1ª Reunião com os Diretores de Patrimônio Histórico e Cultural das Forças Armadas. O evento ocorreu no Forte de Copacabana e contou com a participação das seguintes autoridades: Ten Brig Ar R/1 Rafael Rodrigues Filho, Diretor do Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER); Maj Brig Ar Refm José Roberto Scheer, Subdiretor de Cultura do INCAER; Vice-Almirante (RM1) José Carlos Mathias, Diretor da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM); Brig Ar José Augusto Peçanha Camilo, Vice-Chefe de Educação e Cultura do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas; Cel Nirlande Vieira Malveira, Chefe de Gabinete da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEx);  Cel Leandro Fernandes Moraes, Diretor do Museu Histórico do Exército/ Forte de Copacabana; e Ten Cel Giorgio Pizzani Trindade, Chefe da Seção de Projetos Culturais da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEx), além de demais membros das comitivas das três Forças. A comitiva do INCAER contou, também, com a presença da 1ª Ten QOCon MUG Keyla de Assis Waltz, Chefe da Seção de Museologia, e da Historiadora Bruna Melo S. Duque Estrada, Chefe da Seção de Estudos e Pesquisa Historiográfica (SEPH).

A reunião teve início com o Brig Ar Camilo que apresentou as atribuições da recém-criada Assessoria de Patrimônio Histórico e Cultural Militar (APHCM) e as propostas de ações do Ministério da Defesa para atender as necessidades das três Forças nessas áreas. Em seguida, o MB Scheer (INCAER), o Vice- Almirante Mathias (DPHDM) e o Cel Giogio (DPHCEx) ministraram uma palestra apresentando os seus sistemas de cultura, a forma que as instituições realizam a gestão das atividades culturais, suas principais ferramentas de preservação e divulgação de seu patrimônio cultural junto a sociedade, e quais as perspectivas das Forças em relação ao apoio do Ministério.

O Ten Brig Rodrigues Filho concluiu a reunião e ressaltou que “a criação de uma Assessoria voltada para a cultura dentro do Ministério da Defesa foi uma importância e necessária ação em prol da preservação do patrimônio militar”, e destacou o comprometimento do MD em respeitar a singularidade e autonomia de cada Força no trato com o patrimônio.

 

Fim do conteúdo da página