Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas Notícias > Aniversário de 80 Anos da Academia da Força Aérea
Início do conteúdo da página

 Aeronaves Estilizadas T-25 e T-27 - 80 Anos da Academia da Força Aérea

 

Oito décadas nos separam da assinatura do Decreto que criou, no lendário Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro, a Escola de Aeronáutica. Da fusão da Escola de Aviação Naval e da Escola de Aeronáutica do Exército, surgia o futuro da formação dos líderes do recém-criado Ministério da Aeronáutica, cujo batismo de fogo do seu braço armado viria ocorrer à época nos céus da Itália. Um passado glorioso que já apontava, de maneira indelével, para o futuro de uma Força Aérea moderna, presente e atuante.

Da antiga Escola de Aeronáutica, à qual prestamos todo culto e reverência, passando pela mudança de nome para Academia da Força Aérea, ainda no Campo dos Afonsos, até os dias atuais, muito se evoluiu, mas a nossa missão mantém sua essência: a formação, com excelência, dos jovens que garantirão a soberania do espaço aéreo e integrarão o território brasileiro com vistas à defesa da nossa Pátria.

Desse modo, na celebração destes 80 anos, muito além do que um dever de ofício pressupõe, sinto-me tomado por um verdadeiro sentimento de gratidão, que alcança indistintamente a todos os abnegados homens e mulheres que pavimentaram este caminho com seu suor e muitos deles com seu sangue, tornando, assim, sagrado o solo que hoje pisamos. A AFA percorreu com sucesso toda essa jornada, e isso deve-se única e exclusivamente ao nosso maior bem: as pessoas.

Alinhada às concepções de vanguarda que sempre permearam a existência da nossa Força Aérea, a Academia veio ao longo dos anos ampliando sua capacidade profissional e realizando os ajustes de rota sempre que as necessidades, contingências e evoluções tecnológicas assim demandavam. O advento dos cursos de Intendência (ainda no Campo dos Afonsos) e de Infantaria (na AFA em 1983, com a extinção da Escola de Oficiais de Infantaria de Guarda em Curitiba, PR) deu maior amplitude ao escopo da formação dos futuros líderes da Força. O acanto e o fuzil alinharam-se com perfeição ao gládio alado. O Ninho das Águias passou a preparar, também, aqueles que são responsáveis pela gestão e logística e pela segurança das nossas instalações e defesa dos nossos meios de combate.

Seria impossível falar da nossa história sem também fazer uma justa homenagem à cidade que nos acolheu há 60 anos, quando a AFA migrou do Rio de Janeiro e passou a ocupar esta rica e bela porção de terra no interior paulista. Da tradução tupi-guarani de “Peixe que Ronca” à feliz alcunha de “Cidade Simpatia”, Pirassununga exprime a terra calma, ordeira e promissora, de um povo acolhedor e gentil, onde encontramos muito mais do que uma sede com clima e relevo favoráveis para a instrução aérea militar. A oportunidade de conviver com a comunidade pirassununguense, criar os filhos, desfrutar dos agradáveis ambientes e até fixar raízes faz desta cidade a mais aprazível opção de vida aos militares e servidores que aqui labutam. Cabe-nos registrar nosso mais sincero agradecimento ao povo curimbatá!

Com o objetivo de bem atender às demandas de uma Força Aérea focada nos projetos estratégicos voltados para controlar, defender e integrar 22 milhões de km2, a AFA mantém-se em constante atualização. Novas práticas de ensino, reformulação do sistema de treinamento simulado de voo, modernização da aeronave T-27 Tucano, investimento em adequação das suas instalações e oferecimento de cursos operacionais ainda durante a formação dos nossos Cadetes são apenas alguns exemplos de ações que garantirão a nossa perenidade e o aprimoramento da formação do Oficial que entregaremos para a FAB ao final dos cursos. Para uma instituição que não se acomoda com o passar do tempo, resta-nos estar à frente do nosso ciclo e, assim, prepararmo-nos para os 100 anos da Força Aérea Brasileira!

Neste contexto, dirijo-me à razão de ser desta Academia: o Cadete da Aeronáutica. Tudo aqui é para vocês e por vocês. Jamais se esqueçam de que a Academia e as organizações sediadas trabalham ininterruptamente para que cada um tenha a mais íntegra formação. Para o Comandante ou para o Soldado mais moderno da Guarnição de Aeronáutica de Pirassununga, a missão é a mesma e todos caminham no mesmo sentido: formar os futuros líderes da FAB. Reconheçam o esforço que é feito aqui pelos quase 3000 militares e funcionários civis desta Guarnição. Quando seus quepes repousarem neste chão após o fora de forma do Aspirantado, levem consigo a gratidão e a eterna dívida para com a nossa nação. Diante do sacerdócio que escolheram para suas vidas, espera-se que o sentimento de dever seja uma constante e faça com que identifiquem e promovam as mudanças necessárias para o engrandecimento da nossa Força e do nosso País.

Ao encerrar estas palavras, diante de páginas e páginas da nossa história tão bem escritas pelos nossos predecessores, convido cada membro do nosso efetivo para, a partir deste momento, aquilatar o modo como continuaremos a construir o futuro desta organização. O comprometimento, a dedicação e a fé na missão nos levarão a proporcionar a formação de excelência para o nosso Cadete. Ao adentrarem pelos portões desta Academia, lembrem-se sempre de trazer consigo motivação, responsabilidade e ânimo e saibam que, ao saírem, deixarão parte de suas vidas, em um júbilo de pertencimento e de dever cumprido. É precisamente o que a AFA merece: o nosso melhor hoje e sempre.

Parabéns Academia da Força Aérea!

Parabéns a todas as gerações que fizeram e fazem desta instituição o Ninho das Águias!

 

Marcelo GOBETT Cardoso - Cel Av - Comandante da AFA

Marcelo GOBETT Cardoso - Cel Av

Comandante da AFA

 

Veja também o site exclusivo dos 80 anos da AFA.

Acesse: www.fab.mil.br/afa80anos

 

 

Fim do conteúdo da página