Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

Orientações sobre enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus (COVID-19) CLIQUE AQUI

Oportunidade para os alunos do mestrado profissional submeterem suas pesquisas à avaliação do Corpo Docente.

 

O Programa de Pós – Graduação em Desempenho Humano Operacional (PPGDHO) da Universidade da Força Aérea, promoveu no dia 13 de março, no campus da UNIFA, o II Seminário em Desempenho Humano OperacionalTurma 2019.

O objetivo do evento foi proporcionar aos alunos da turma de 2019 do Curso de Mestrado em Desempenho Humano Operacional uma oportunidade para apresentar aos corpos docente e discente do PPGDHO, o estágio atual de desenvolvimento de suas pesquisas, fruto dos conhecimentos adquiridos ao longo do primeiro ano do curso, bem como compartilhar suas descobertas científicas por meio da explanação dos estudos realizados.

 

O seminário contou com a participação dos mestrandos da turma de 2019, apresentando seus projetos, dos mestrandos de 2020, recém-matriculados no Programa, professores e convidados do meio acadêmico.

Esse tipo de evento é agregador e de impacto direto no crescimento acadêmico dos alunos ouvintes e participantes, pelo fato de unir pesquisadores de entidades civis e militares de diferentes segmentos em busca de um objetivo comum, a produção de conhecimentos sobre fatores humanos para o setor de Defesa”, destacou a Tenente Pedagoga Isabel de Araújo Rabello, Coordenadora Pedagógica do PPGDHO.

 

Alguns dos trabalhos apresentados foram:

1- Capitão Aviador Willian Carrero Botta (Academia da Força Aérea) - Avaliação de testes físicos focados nas tarefas de combate relevantes aos cadetes de infantaria da FAB;

2- Major Médico Janiny de Paiva Valente (Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica) - Análise da sensibilidade visual ao contraste em pilotos da Força Aérea Brasileira: um teste preditor de capacidade visual para o desempenho humano operacional;

3 - Capitão Tenente André Luiz da Silva (Centro de Instrução Almirante Silvio de Camargo) - Barreiras e facilitadores da prática do Treinamento Físico Militar para militares que servem embarcados em navios e submarinos da Marinha do Brasil.

4- 2º Tenente QOCON Fisioterapeuta Maritza Fabiana Sepúlveda Soares (Hospital de Força Aérea do Galeão) - Modificações de função pulmonar em pilotos de combate da Força Aérea Brasileira.

O Programa de Pós-Graduação em Desempenho Humano Operacional (PPGDHO), aprovado em 2018 pela CAPES, tem como objetivo o desenvolvimento de produtos, métodos, técnicas, processos e inovações técnico-profissionais que atendam às necessidades específicas de melhoria do desempenho operacional dos militares das Forças Armadas. Seu Corpo Docente, conta com a participação efetiva de militares da Marinha, fruto de cooperação acadêmica com o Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN).

Mais informações a respeito do Programa podem ser acessadas na página da UNIFA: http://www2.fab.mil.br/unifa/ppgdho/

           

Fonte: PPGDHO/UNIFA

Docentes do Programa de Pós-Graduação em Desempenho Humano Operacional (PPGDHO) integram grupo multi-institucional para estudos focados na capacitação física do futuro piloto do F-39 (GRIPEN-NG)

A Universidade da Força Aérea (UNIFA) realizou, na quinta-feira (06/02), a primeira reunião de coordenação do projeto de pesquisa que irá estudar os efeitos físicos, fisiológicos e psicológicos dos pilotos de aeronaves de alta performance.

O Projeto “Fatores determinantes do desempenho humano na aviação militar frente às novas tecnologias” foi aprovado no último edital de seleção do Programa de Cooperação Acadêmica em Defesa Nacional (PROCAD-DEFESA) e terá a duração de quatro anos. O PROCAD-DEFESA tem por objetivo fomentar e apoiar o trabalho conjunto entre instituições de pesquisa civis e militares na formação de recursos humanos na área de Defesa.

Além da UNIFA e do Instituto de Medicina Aeroespacial (IMAE), o Projeto conta com a participação da Marinha do Brasil, representada pela Diretoria de Sistemas de Armas da Marinha (DSAM), pelo Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC) e pelo Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN). A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Instituto Nacional de Cardiologia (INC) e a Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) são as instituições civis parceiras contempladas nesse Projeto.

Com a aquisição das aeronaves de combate de 4ª geração (GRIPEN-NG), as exigências físicas e fisiológicas dos pilotos de combate da Força Aérea serão majoradas. Nesse sentido, é imperativo que pesquisas centradas nos fatores humanos sejam desenvolvidas para subsidiar mudanças de condutas institucionais, com vistas à segurança de voo e defesa do espaço aéreo nacional, disse a professora Grace Sá, uma das pesquisadoras do projeto.

O Professor Paulo Farinatti chefe do Laboratório de Atividade Física e Promoção da Saúde (LABSAU) da UERJ e Coordenador Geral do Projeto enfatizou a importância das pesquisas que serão conduzidas: “Nunca antes foi visto um projeto dessa magnitude, pois ele une entidades civis e militares de diferentes segmentos da área da saúde em busca de um objetivo comum, a produção de conhecimentos sobre fatores humanos para o setor de Defesa”, finalizou.

A NSCA 54-3 – Teste de Avaliação do Condicionamento Físico no Comando da Aeronáutica foi reeditada em 25 de novembro de 2019.

Estudos realizados por membros permanentes do Corpo Docente do Programa de Pós-Graduação em Desempenho Humano Operacional (PPGDHO) resultam na primeira grande alteração em legislação do Comando da Aeronáutica. Trata-se da NSCA 54-3 Teste de Avaliação do Condicionamento Físico no Comando da Aeronáutica (TACF).

Os resultados alcançados expressam bem a potencialidade do PPGDHO. Além deste, outros 20 estudos estão em andamento e todos visam desenvolver pesquisas para propor soluções de problemas correntes da Forças Armadas relacionados ao desempenho do combatente.

 

PARA VISUALIZAR A TABELA DE CONCEITUAÇÃO DO TACF CLIQUE AQUI:  NSCA 54-3

40 NOVOS ALUNOS INICIAM O MESTRADO PROFISSIONAL

Os alunos das Turmas de 2020 dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Aeroespaciais (PPGCA) e em Desenvolvimento Humano Operacional (PPGDHO), participaram nesta segunda-feira, dia 02 de março, da Aula de Abertura dos Cursos de Mestrado Profissional do Campus da Universidade da Força Aérea (UNIFA).

O evento contou com as participações do Comandante e Reitor da UNIFA, Major Brig do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros, do Vice-Reitor Acadêmico, Brig Int R/1 Luiz Tirre Freire, do Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, Brig Inf R/1 Augusto Cesar Amaral, além de representantes das Pró-Reitorias, Corpo Docente, militares e civis do efetivo.

Pela primeira vez a Aula de Abertura contemplou a interação dos dois cursos de mestrado da UNIFA, reunindo alunos civis e oficiais das três Forças Armadas. Iniciaram os cursos, 40 novos alunos, sendo 25 (vinte e cinco) no Mestrado em Ciências Aeroespaciais e 15 (quinze) no Mestrado em Desempenho Operacional.

Ao proferir suas palavras de boas-vindas, o Maj Brig Ar Medeiros realçou que “Os cursos de Pós-Graduação ministrados na UNIFA possuem grande relevância, em função das pesquisas aqui desenvolvidas e conhecimentos produzidos para o Setor Aeroespacial”. Em seguida, o Vice-Reitor Acadêmico, Brig Int R/1 Tirre Freire, ao proferir a palestra de abertura, enfatizou que “Os produtos resultantes das pesquisas vem colaborando para o progresso da Força Aérea e para o fortalecimento da Área de Defesa junto ao meio acadêmico”. Destacou também a satisfação de poder contar entre os novos mestrandos, com oficiais instrutores da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR) e da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica (EAOAR), além de oficiais da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro.

O Programa de Pós-Graduação em Ciências Aeroespaciais (PPGCA) objetiva analisar, interpretar e compreender os fatores internos e externos, capazes de influenciar o preparo e emprego do Poder Aeroespacial Brasileiro. Desde o seu reconhecimento, em 2012, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Ministério da Educação (MEC), o PPGCA já formou 73 mestres e a partir de 2021 passará a contar com mais um curso, o de Doutorado Profissional em Ciências Aeroespaciais.

Já o Programa de Pós-Graduação em Desempenho Humano Operacional (PPGDHO), aprovado em 2018 pela CAPES, tem como objetivo o desenvolvimento de produtos, métodos, técnicas, processos e inovações técnico-profissionais que atendam às necessidades específicas de melhoria do desempenho operacional dos militares das Forças Armadas. Além disso, conta com a participação efetiva de militares da Marinha compondo o Corpo Docente, fruto de cooperação acadêmica com o Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN).

Mais informações sobre os cursos de mestrado profissional da UNIFA, suas áreas de concentração, linhas de pesquisa e requisitos para ingresso podem ser obtidas nas páginas da UNIFA, em Pós-Graduação ou direto nos links: http://www2.fab.mil.br/unifa/ppgca/ ou http://www2.fab.mil.br/unifa/ppgdho/ .


O Major-Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros assumiu, nesta quinta-feira (13), no Rio de Janeiro (RJ), o cargo de Comandante da Universidade da Força Aérea (UNIFA) e da Guarnição de Aeronáutica dos Afonsos (GUARNAE-AF). O Oficial-General substitui o Major-Brigadeiro do Ar José Isaias Augusto de Carvalho Neto, que assumirá a Diretoria do Departamento de Desporto Militar da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto, no Ministério da Defesa, em Brasília (DF).

 

A cerimônia de passagem de comando foi presidida pelo Comandante-Geral do Pessoal, Tenente-Brigadeiro do Ar Luis Roberto do Carmo Lourenço e o ato de transmissão do cargo, pelo Diretor de Ensino da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Rui Chagas Mesquita. Estiveram presentes na solenidade militar Oficiais-Generais da Força Aérea Brasileira (FAB), autoridades civis e militares, além de ex-Comandantes da UNIFA. 

 

O Major-Brigadeiro do Ar Isaias agradeceu o apoio de sua família e do efetivo da GUARNAE-AF. Destacou os desafios enfrentados em sua gestão e ressaltou a abertura do edital para o Doutorado, aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), marcando a progressão irreversível na seara das pós-graduações stricto sensu. “Declaro minha mais profunda gratidão a todo efetivo da UNIFA, civis e militares, dos soldados mais modernos aos Oficiais-Generais, pelo profissionalismo que dedicam à Força Aérea e ao comprometimento com nossos mais caros valores. Mantenham essa chama acessa”, finaliza Major-Brigadeiro Isaias.

 

Novo Comandante

 

O Major-Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme Silveira de Medeiros é natural de Montes Claros (MG) tendo ingressado na FAB em 1º de fevereiro de 1984. Possui todos os cursos de carreira e, ainda, Mestrado em Segurança e Defesa das Américas. Assume a UNIFA após passar pela Chefia do Estado-Maior do Comando-Geral do Pessoal. Possui 3.500 horas de voo e 15 condecorações nacionais.

 

 

Fim do conteúdo da página