Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Aeronaves > Bandeirante C-95 - EMB-110 | EMBRAER
Início do conteúdo da página


O EMBRAER 110 é um avião com capacidade para 2 tripulantes e 12 passageiros, destinado ao transporte regional. Estes “Bandeirantes” diferem dos primeiros protótipos, pois tiveram seu projeto reformulado pela equipe de projetistas da recém criada EMBRAER (em 2 de janeiro de 1970). O primeiro EMB 110 produzido em série fez seu vôo inaugural em 9 de agosto de 1972. Em 9 de fevereiro de 1973 foi realizada a primeira entrega para a Força Aérea Brasileira onde, durante a solenidade, uma das aeronaves voou com o presidente Médici a bordo. A linha de produção do Bandeirante foi encerrada no final de 1991. No total, foram fabricadas 498 aeronaves, 253 aeronaves para o Brasil e 245 aeronaves vendidas para o exterior.

A Força Aérea Brasileira utiliza estas aeronaves em missões de transporte desde 1973. O exemplar em exposição (matrícula FAB 2150) pertenceu ao Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica, onde operou até ser desativado e entregue ao Museu Aeroespacial, em 2012.

Especificações Técnicas  
Fabricante: Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. - EMBRAER – Brasil.
Motor: 2 turbo-hélices Pratt & Whitney PT6A-27 de 680 s.h.p.
Desiginação Militar: C-95
Comprimento: 14,23 m
Envergadura: 15,32 m
Altura: 4,73 m
Peso Vazio: 3.402 kg
Velocidade Máxima: 424 km/h
Alcance: 1.927 km
Armamento: --
Fim do conteúdo da página