Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Força Aérea Brasileira comemora dia do Correio Aéreo Nacional
Início do conteúdo da página

Na última terça-feira (12), foi realizada a cerimônia militar que celebrou o Dia do Correio Aéreo Nacional (CAN) e da Aviação de Transporte, na Base Aérea dos Afonsos (BAAF).

O evento contou com a presença do Comandante da Força Aérea Brasileira (FAB), Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato; do ex-Comandante da FAB, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista; além de Oficiais-Generais membros do Alto-Comando.

Durante a cerimônia, a aeronave Curtiss Fledgling, de matrícula K-263, do acervo do Museu Aeroespacial (MUSAL), ficou em exposição. Esta aeronave protagonizou, no ano de 1931, a criação do Correio Aéreo Nacional. Os militares que representaram a tripulação à época foram os Tenentes Aviadores Leonardo Moura Ferreira e Jonas Pereira Silva. Eles realizaram a entrega da ordem do dia alusiva ao aniversário do Correio Aéreo Nacional ao Comandante da Força Aérea. A entrega representou o primeiro transporte realizado pelo CAN.

As aeronaves de transporte C-47 e C-115 Buffalo, pertencentes ao acervo do MUSAL, também abrilhantaram a cerimônia.

Data Histórica

No dia 12 de junho de 1931, um malote com duas cartas deveria ser entregue à sede dos Correios e Telegráfos em São Paulo pelos Tenentes Nelson Freire Lavénère Wanderley e Casemiro Montenegro Filho. Para cumprir o objetivo os militares decolaram do Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro, a bordo do biplano Curtiss Fledgling K-263 com destino ao Campo de Marte, na capital paulista. Como não conseguiram localizar o aeródromo, pousaram no Jockey Clube Paulista da Mooca e completaram a tarefa a pé.

A partir daí iniciava-se a saga que, além do transporte de passageiros levou, sob suas asas, solidariedade e ajuda humanitária aos mais distantes rincões do país. O Correio Aéreo Militar surgiu, idealizado pelo então Ministro da Guerra, General José Fernandes Leite de Castro.

Sob o comando do então Major Eduardo Gomes, o Correio Aéreo Militar expandiu-se pelo interior do país. Com a criação do Correio Aéreo Naval, em 1934, as linhas da Aviação Militar multiplicaram-se pelo Centro-Sul. O recebimento de aeronaves mais modernas e a marcação de novos campos de pouso possibilitaram a descoberta dos caminhos para a mais remota das regiões: a Amazônia. Em 1941, com a criação do Ministério da Aeronáutica, houve a fusão dos Correios Aéreos Militar e Naval, e surgiu o Correio Aéreo Nacional (CAN).

Confira como foi a cerimônia de homenagem ao CAN e à Aviação de Transporte.

 

Fonte: Portal FAB

Fotos: SO WILTON

 

Clique nas fotos para ampliar

Fim do conteúdo da página