Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > EXPOSIÇÃO - Guarnição dos Afonsos recebe o cargueiro KC-390
Início do conteúdo da página

Nesta quinta-feira (06/04), a Universidade da Força Aérea (UNIFA), o Museu Aeroespacial (MUSAL) e a Base Aérea dos Afonsos (BAAF), em coordenação, sediaram a exposição da aeronave KC-390, grande marco para a aviação e, especialmente, para a Força Aérea Brasileira (FAB). A exposição do cargueiro no MUSAL é uma extensão da 11ª edição da LAAD Defence & Security - maior e mais importante Feira Internacional de Defesa e Segurança da América Latina, coordenada pelo Ministério da Defesa do Brasil, que transcorre no Rio Centro até o dia 7 de abril. Inúmeras autoridades de defesa e de segurança do Brasil, da América Latina e outros países convidados para participar do evento passaram pela LAAD.

 Cerca de vinte delegações oficiais de vários países visitaram a exposição. Dentre elas, Argentina, Chile, Colômbia, Portugal e a República Tcheca, que já confirmaram a intenção de obter unidades do KC-390.

A Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. (EMBRAER), uma das maiores empresas aeroespaciais do mundo, com sede em São José dos Campos - São Paulo, foi a responsável pelo desenvolvimento e pela fabricação da aeronave em destaque. O pouso da aeronave ocorreu na quarta-feira (05/04), no pátio do Museu Aeroespacial (MUSAL), localizado no Campo dos Afonsos (RJ). Vale realçar que o KC-390, estacionado próximo a um C-130 - já desativado e importante peça do acervo do Museu, simboliza o encontro de gerações de aeronaves cargueiras, que possuem grande relevância no cumprimento da nobre missão da FAB.

O KC-390 é fruto da parceria da Força Aérea Brasileira e da EMBRAER. A aeronave multimissão tem capacidade de transportar 80 soldados em uma configuração de transporte de tropa, 64 paraquedistas, 74 macas, mais uma equipe médica ou, ainda, contêineres, carros blindados e outros equipamentos. Além de ser aeronave de carga, o KC-390 também é reabastecedor. Nas asas, o avião poderá levar até 23,2 toneladas de combustível. Além de alimentar as próprias turbinas, também será possível fazer o reabastecimento em voo (REVO) de outros aviões ou helicópteros.

 

Clique nas fotos para ampliar

Fim do conteúdo da página