Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

O 236º Encontro no INCAER, realizado no dia 24 de junho, apresentou para a plateia de militares e civis os novos conceitos que estão orientando a formação e o aprimoramento da carreira profissional dos oficiais no âmbito do Comando da Aeronáutica. A palestra “O ensino continuado e o Sistema de Pós-graduação na Aeronáutica” foi proferida pelo Vice-Reitor da Universidade da Força Aérea (UNIFA), Brigadeiro Intendente R/1 Luiz Tirre Freire, que demonstrou a estrutura acadêmica da UNIFA, bem como suas linhas de pesquisa e projetos de qualificação acadêmica.

O Brig Tirre adiantou que está em andamento a ativação de novos grupos de pesquisa em Logística Operacional, Segurança Cibernética e Eficácia do Emprego do Poder Aéreo, bem como o Desenvolvimento dos Cursos de Mestrado Profissional em Desempenho Humano para o Poder Aeroespacial e em Gestão de Defesa, e a reativação do Curso de Doutorado em Ciências Aeroespaciais.

Para firmar a excelência do ensino promovido pela UNIFA e a atualização constante de seus conteúdos programáticos, o Vice-Reitor afirmou que a Pró-Reitoria de Extensão vem celebrando acordos, convênios e parcerias com instituições de ensino, agências fomentadoras e organismos públicos e privados, bem como ações de inserção do corpo docente nos programas de intercâmbio e parcerias acadêmicas que incluem bolsas de estudo, cursos, estágios, congressos, seminários e atividades de cooperação nacional e internacional.

Desde 1983, ano de criação da Base Antártica Comandante Ferraz, no Polo Sul, o Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1º/1º GT – Esquadrão Gordo) da Força Aérea Brasileira realiza periodicamente missões de apoio aerologístico ao continente gelado, garantindo a presença brasileira, juntamente com a Marinha do Brasil, no extremo sul do planeta. Toda essa saga para operar no continente mais hostil do globo é contada no livro e documentário “Asas Antárticas – a história do Brasil no continente gelado”, lançados na última quinta-feira, dia 25, no Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), no Rio de Janeiro.

Após quatro anos de produção e viagens à estação Comandante Ferraz, o fotógrafo Oswaldo Claro Júnior e sua equipe acompanharam as missões de apoio do “Esquadrão Gordo” para mostrar, do ponto de vista dos tripulantes do C-130 Hércules da FAB, os detalhes do planejamento e preparação para operar sob as mais extremas dificuldades impostas pela natureza do continente antártico.

 

Entre os dias 04 e 19 de março, uma equipe do Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER) realizou Visitas de Assessoramento Técnico (VAT) em sete unidades militares do Comando da Aeronáutica sediadas no Rio de Janeiro. III COMAR, CGNA, 1º GCC, ICA, GEIV, DECEA e HCA receberam instruções técnicas sobre registro historiográfico, preservação de bens culturais, espaços culturais, banda de música ou marcial, dentre outras.

 O Sistema de Patrimônio Histórico e Cultural do Comando da Aeronáutica (SISCULT) foi criado em 2010 com o propósito de planejar, orientar, coordenar e controlar as atividades culturais no âmbito do COMAER, de forma integrada ao Sistema Nacional de Cultura. As atividades do SISCULT abrangem patrimônio material e imaterial; museologia; heráldica; documentos históricos; literatura; música; arquitetura; produções artísticas; tombamento; tradições, usos, costumes, crenças e valores; cerimonial e ações históricas cotidianas.

As VAT visam não só conscientizar os segmentos militares e civis quanto à importância da preservação, da pesquisa e da difusão do patrimônio cultural, como também capacitar os recursos humanos envolvidos para realizarem uma gestão eficiente dos bens de inestimável valor cultural para a Força Aérea Brasileira.
 

 

Com o objetivo de difundir o Sistema de Patrimônio Histórico e Cultural do Comando da Aeronáutica (SISCULT) e orientar as Organizações da Força Aérea quanto à produção, difusão e proteção de bens culturais, o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica realizou uma visita técnica ao Museu Aeroespacial (MUSAL) entre os dias 3 e 7 de novembro.

Além de ser o maior museu aeronáutico da América Latina, com 138 aeronaves em seu acervo, o MUSAL é um dos poucos do mundo que se encontra posicionado em um sítio histórico, tendo em vista estar localizado no berço da aviação nacional, no lendário Campo dos Afonsos, o que o torna único em seu segmento no país.

Seu acervo é composto por mais de 20 mil peças, como fotografias, negativos de vidro, documentos, livros e ordens técnicas, condecorações, uniformes de época, dentre outros. Destacam-se, inclusive, peças curiosas como os escrínios contendo os corações de Alberto Santos Dumont e Eduardo Gomes.

A visita buscou reforçar orientações técnicas de proteção de documentos, aeronaves e outros bens de valor cultural, bem como os procedimentos de elaboração de Álbum Fotográfico, Cadastro Histórico, Livro Histórico, Ficha Anual de Fatos Históricos, organização de espaços culturais, com o fito de se preservar e difundir o patrimônio cultural material e imaterial do Comando da Aeronáutica.

Além das especificidades de análise museológica e técnica de aeronaves, os especialistas discutiram temas como a gestão de bens culturais, transferência e desativação de unidades, gestão de projetos, música, produções artísticas e literárias, identificação e inventário de bens culturais, conservação preventiva e restauração, marcação de bens culturais, acondicionamento e higienização, segurança do acervo e das instalações, documentação museológica, custódia de bens, registro de bens cultuais imateriais, dentre outros.

 

Fim do conteúdo da página