Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Página inicial > Notícias da EPCAR > GUARNAE-BQ celebra aniversário de nascimento de Santos-Dumont
Início do conteúdo da página

Mineiro, Alberto Santos-Dumont foi homenageado em solenidade militar que marcou seu 146° aniversário de nascimento, agraciando 16 personalidades

No dia 20 de julho, o Comando da Aeronáutica (COMAER) celebra o aniversário de nascimento do Marechal do Ar Alberto Santos-Dumont. Em várias unidades da Força Aérea Brasileira (FAB) a data é celebrada com a solenidade militar alusiva, na oportunidade onde são impostas as medalhas Mérito Santos-Dumont. Na Guarnição de Aeronáutica de Barbacena (GUARNAE-BQ), a cerimônia foi realizada na manhã desta sexta-feira (19/07) e, além das homenagens que são prestadas ao Patrono da Aeronáutica Brasileira, para os integrantes da FAB sediados em Barbacena (MG), a data se torna ainda mais especial pois, mineiro, Alberto Santos-Dumont nasceu em uma fazenda que fica localizada a poucos quilômetros da cidade.

Presidida pelo Comandante da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani, a solenidade militar contou com a presença do efetivo da GUARNAE-BQ, inclusive, com a Guarda de Honra composta por alunos do Curso Preparatório de Cadetes do Ar (CPCAR). Estiveram presentes, ainda, autoridades militares e civis da cidade e região, familiares dos alunos do CPCAR e representantes da comunidade local. Um dos agraciados, o deputado federal Lafayette Luiz Doorgal de Andrada é natural de Belo Horizonte (MG) e tem sua família alicerçada na cidade e Barbacena, disse estar se sentindo muito honrado com a comenda e, na oportunidade, destacou a importância da presença de uma unidade da Aeronáutica na região onde nasceu Santos-Dumont. “A presença da Força Aérea Brasileira na cidade, através da EPCAR, irradia segurança e os valores patrióticos para Barbacena e toda a região. Registro minha alegria e minha honra em receber esta comenda na sede da EPCAR. Como deputado federal, me foi facultado recebê-la em Brasília, mas fiz questão de recebê-la aqui, como gesto de gratidão à Aeronáutica e, também, à EPCAR por tudo o que têm feito em nossa região”, comentou.

Com 24 anos de serviços prestados à Força Aérea Brasileira, o sargento especialista em enfermagem, Adriano de Souza, atua no Esquadrão de Saúde de Barbacena (ES-BQ) e estava muito feliz com a indicação e com a aprovação do conselho da medalha para ser agraciado. “É um imenso orgulho receber esta comenda, pois ratifica que as ações desenvolvidas ao longo da minha carreira estão condizentes com o que a instituição espera de mim. Fico lisonjeado em receber esta medalha na solenidade onde se comemora o aniversário de nascimento de um dos grandes gênios da humanidade, o mineiro Alberto Santos-Dumont. Estou muito orgulhoso e muito feliz”, afirmou.

O Brigadeiro Bellintani foi responsável pela leitura da Ordem do Dia do Comandante da Aeronáutica alusiva à data e acrescentou, ao término da solenidade, que para as unidades sediadas em Barbacena o marco do mineiro que conquistou o mundo torna-se ainda mais presente devido à proximidade com a Fazenda Cabangu, local de nascimento de Santos-Dumont e que tem o Comando da Aeronáutica (COMAER), através da GUARNAE-BQ, como uma das entidades mantenedoras. Atualmente a fazenda abriga um museu que é aberto ao público para visitação. “É motivo de muito orgulho para todos nós brasileiros, em especial, nós mineiros, de nascimento ou de coração, essa celebração. Trata-se de uma figura importantíssima na história da humanidade. Seu invento proporcionou o encurtamento das distâncias e a união entre os povos no ideal de paz, justiça e harmonia entre as nações. Para nós, aqui, é um orgulho ainda maior pois o local de nascimento do Pai da Aviação fica tão próximo à nossa cidade, está preservado e merece nossa visita e nosso carinho para a manutenção de um legado, em razão de tudo o que ele representa”, concluiu.

Aluna MilenaDurante a cerimônia, os presentes entoaram o Hino dos Aviadores, presenciaram o hasteamento da insígnia de Marechal do Ar e a imposição da medalha Mérito Santos-Dumont a 16 agraciados. Encerrando a solenidade, a Guarda de Honra da Nascente do Poder Aéreo, como é conhecida a EPCAR, desfilou em continência ao Comandante da Escola. Após o término, autoridades, agraciados e convidados visitaram a Sala Histórica Professor Fernando Victor, recém-inaugurada e que apresenta a história da Escola por meio de objetos, vídeos e uma mesa interativa.

HISTÓRIA

Alberto Santos-Dumont nasceu no dia 20 de julho de 1873, no sítio Cabangu, no Distrito de Palmira, em Barbacena (MG). Em 1905, após voar com balões e dirigíveis, começou a planejar um veículo mais pesado que o ar: o 14-Bis. Em 7 de setembro de 1906, o avião deu um primeiro salto no ar, mas faltou potência. Em 23 de outubro, com outro motor, o 14-Bis voou, decolando, mantendo-se no ar por uma distância de 60 metros, a três metros de altura e aterrizou. Era o primeiro voo homologado do mais-pesado-que-o-ar, para uma multidão de testemunhas eufóricas no campo de Bagatelle, em Paris. Santos-Dumont ainda construiu os aviões n° 19 e n° 20, conhecidos como Demoiselle, com grande sucesso.

A MEDALHA

Foi instituída na Aeronáutica pelo Decreto nº 39.905, de 5 de setembro de 1956, alterado pelo Decreto nº 4.209, de 23 de abril de 2002, em homenagem ao espírito do imortal brasileiro Alberto Santos-Dumont, por ocasião das comemorações do cinquentenário do primeiro voo de um engenho mais pesado que o ar. É uma distinção concedida a militares da FAB que se hajam destacado no exercício de sua profissão, a militares das Forças Armadas nacionais e estrangeiras que se tenham tornado credores de homenagens especiais da FAB e aos cidadãos brasileiros e estrangeiros que tenham prestado notáveis serviços à Aeronáutica.

FAZENDA CABANGU

Localizada a cerca de 60 km de Barbacena e 226 km de Belo Horizonte, dentro do Parque Cabangu, no alto da Serra da Mantiqueira, a construção da casa é datada do final do século XIX. Foi residência de mantenedores da ferrovia e, de 1872 a 1875, abrigou a família do engenheiro Henrique Dumont, pai de Santos-Dumont, que tinha a missão de empreender a construção do prolongamento da atual Estrada de Ferro Central do Brasil. Atualmente expõe parte do acervo existente, que é composto tanto pela casa quanto pelos registros históricos referentes a sua vida, além de outros ícones da aviação brasileira. É possível observar objetos pessoais, a mobília original, fotografias históricas e réplicas de invenções.

A responsabilidade da manutenção do museu é dividida entre a Fundação Casa de Cabangu, que toma conta do acervo; a Prefeitura do município, que provê recursos para manutenção dos funcionários; e a FAB, por meio da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), que é responsável pela proteção e manutenção do local.

 

Fonte: Seção de Comunicação Social, por Sgt Júlio Fonseca
Fotos: Sgt Leopoldo / Sgt Domingos
 
 

 

 

Fim do conteúdo da página