Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Clique sobre as aeronaves para navegar

A 29

T27

T25

T24

T6

História

O elegante treinador básico a jato CM-170 francês, primeiro avião dessa classe a ser fabricado em série no mundo, foi escolhido pelo Ministério da Aeronáutica em 1968 para a formação de uma esquadrilha moderna de demonstração da FAB, com máquinas de jato puro sucedendo os velhos T-6. Foram assim importados 7 aviões Fouga CM-170-2 "Super Magister", que passaram a integrar a nova Esquadrilha da Fumaça. Apesar de suas qualidades acrobáticas excelentes - eram aviões adotados pela famosa Patrouille de France -, os "Magister" tinha grande limitação de alcance devido ao consumo elevado de seus reatores, e exigiam pistas asfaltadas para operar. Assim tiveram vida efêmera no Brasil, tendo sido desativado em 1972.

A origem desse treinador, revolucionário para sua época, se situa em 1948, na pequena fábrica de planadores Fouga, na França. Incentivados pela vizinha fábrica de reatores Turbomeca, a dupla de engenheiros Castello e Mauboussin, da Fouga - daí a designação "CM" - deu então início ao projeto de um pequeno bi-reator inteiramente metálico, com assentos em tandem e dotado de leme em "V". Equipado com dois motores Turbomeca "Marboré" - IIA de apenas 400 kgf de empuxo cada internos à fuselagem, o CM-170 voou pela primeira vez em junho de 1952.

Batizado de "Magister", o jatinho da Fouga foi adotado pela Armeé de l'Air e pela Aéronavale na França (sob a denominação "Zéphyr"), tendo sido reequipado mais tarde com reatores "Marboré"-VI, mais potentes. Sua fabricação ocorreu não só na França, sob o posterior controle das firmas Potez e Sud Aviation / Aérospatiale, como em Israel (IAI), Alemanha do Oeste (Heikel/Messerschmidt) e Finlândia (Valmet), atingindo um volume total de 929 unidades até 1969. Os Magister ainda estão ativos até hoje, equipando esquadrilhas de treinamento e ataque de 15 países. Período de utilização: 1969 a 1974.

Informações Técnicas

● Fabricante: Sociétè Nationale Industrielle Aérospatíale - França

● Emprego: Esquadrilha da Fumaça

● Características: Monoplano, asa baixa, birreator, biplace em tandem, empenagem em "V"

● Motor: 2 Turbojato Turboméca Marboré VI de 1.058 lb de empuxo

● Envergadura: 12,15 m

● Comprimento: 10,06 m

● Altura: 2,80 m

● Superfície alar: 17,30 m²

● Peso vazio: 2,310 Kg

● Peso máximo: 3.260 Kg

● Velocidade máxima: 700 Km/h

● Razão de subida: 1.200 m/min

● Teto: 12.000 m

● Alcance: 1.400 Km

Imagens / Ilustrações**

T-24 FAB 1724, Esquadrilha da Fumaça - primeira aeronave da Esquadrilha a soltar fumaça colorida, apenas 46 demonstrações realizadas

 

* fonte: revista Skydive, ano 2 no. 11 de 1995. Texto de autoria de Fernando Almeida
** ilustrações: Rudnei Dias da Cunha (http://www.rudnei.cunha.nom.br/) 

Fim do conteúdo da página