Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) realizou nesta quinta-feira (07.12) o lançamento do 21º Foguete de Treinamento Básico (FTB), o lançamento faz parte da Operação Águia 2017 segunda fase, iniciada na última segunda-feira (04.12) em Alcântara, exercitando as principais funções de comunicação, telemetria, rastreamento e gerenciamento dos procedimentos de segurança e comandos envolvidos na campanha de lançamento.

O lançamento ocorreu às 10h08min, horário local, e oportunizou o primeiro teste da nova Antena Redundante de Telemedidas do Sitio da Raposa, que foi inaugurada na manhã desta quarta-feira (06/12), responsável pela aquisição, processamento e gravações das informações dos engenhos aeroespaciais lançados a partir do CLA. O lançamento do FTB foi acompanhado pela comitiva da câmara Municipal de Alcântara e da Equipe Carcará Rocket Design, estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia da Computação da Universidade Estadual do Maranhão, a qual ganhou quatro das seis categorias no IV Festival Brasileiro de Minifoguetes.

Para o vereador Antônio Rosa, a visita foi o momento de esclarecer diversas dúvidas referentes ao CLA e saber de que forma o Centro realiza os lançamentos, dessa forma, poder repassar as informações com maior propriedade  para as comunidades alcantarenses e demais autoridades de seu meio.

“Foi essencial a visita ao Centro de Lançamento de Alcântara, pois abrange a área do nosso projeto, que é o desenvolvimento Aeroespacial, além de conhecer os planos do Brasil para o Programa Espacial e projetos voltados para sociedade.” diz Ienará Pacheco, líder da equipe Carcará.

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) realizou na manhã desta quarta-feira (06/12) a inauguração das instalações da Estação Redundante de Telemedidas do Sítio da Raposa, unidade operacional do Centro, localizada no município de mesmo nome da Região Metropolitana de São Luís. No local foi instalada uma nova antena de Telemedidas, recém adquirida pelo CLA, e que tem por finalidade, durante o lançamento de um foguete, receber via telemetria informações que são enviadas para a estação em terra, onde são registradas e gravadas para análise. 

Para celebrar a nova instalação operacional do CLA, foi realizada uma cerimônia de descerramento de placa, que contou com a presença do Diretor e Vice-Diretor do Centro, além de servidores civis que trabalham no local. No evento, o Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, Diretor do CLA, destacou o empenho de toda equipe envolvida desde a aquisição dos novos equipamentos da estação, passando pela execução da obra de engenharia civil até a instalação definitiva e testes da antena de telemedidas, gravadores e demais equipamentos que passam a compor a Estação Redundante de Telemedidias do Sítio da Raposa.

A inauguração da nova estação no Sítio da Raposa faz com que o CLA passe a contar com mais uma antena de telemedidas, além das duas já existentes e operadas em Alcântara. De tecnologia francesa, a nova antena instalada possui 7,3 metros de diâmetro e opera em banda S (faixa de frequência destinada a rastreio de veículos espaciais). “Com a aquisição desta antena o CLA  melhora a sua capacidade de rastreio de veículos espaciais além de aumentar sua confiabilidade, colocando-o no patamar dos melhores centros de lançamento, neste quesito”, afirma o Servidor Civil Raimundo Nonato Bezerra Brasileiro, Analista em Ciência e Tecnologia e Chefe da Estação Redundante de Telemedidas da organização militar da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pelo lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais. O primeiro teste real da nova antena ocorre durante toda a semana, com a realização da segunda fase da Operação Águia I, com previsão para lançamento nesta quinta-feira (07/12) de um Foguete de Treinamento Básico (FTB), em Alcântara, a última operação do ano de 2017 realizada pelo CLA. Ao todo foram investidos com recursos oriundos da Agência Espacial Brasileira (AEB), cinco milhões de reais para a instalação da mais nova estação operacional do CLA.

A Aeronáutica abriu nesta segunda-feira (13/11), as inscrições para o Quadro de Oficiais da Reserva de 2ª Classe Convocados (QOCon). As vagas são para cidadãos brasileiros de ambos os sexos, que tenham interesse em prestar Serviço Militar Temporário, que possuam menos de 45 anos de idade em 2018, que possuam graduação de nível superior na área oferecida e o registro no respectivo conselho profissional, exceto para as especialidades Análise de Sistemas e Serviços Jurídicos.

Os candidatos irão servir no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Grupamento de Apoio de Alcântara (GAP-AK) e no Esquadrão de Saúde de Alcântara (ES-AK), as organizações militares da Força Aérea Brasileira (FAB), situadas em Alcântara e São Luís. Ao todo, estão sendo oferecidas 17 vagas, nas áreas: Administração (01), Análise de Sistemas (01),  Engenharia Civil (02),  Engenharia Elétrica (01), Engenharia Mecânica (01), Engenharia de Telecomunicações (01), Nutrição (01), Serviços Jurídicos (01), Clínica Médica (01), Ginecologia e Obstetrícia (01), Oftalmologia (01), Otorrinolaringologia (01), Ortopedia (01), Pediatria (01), Psiquiatria (01) e Endodontia (01).

Os interessados em prestar o serviço militar temporário podem realizar as inscrições entre o período de 13 a 24 de novembro de 2017. O candidato deverá entregar, pessoalmente ou por intermédio de procurador, seu Requerimento de Inscrição e a documentação para a Avaliação Curricular no Escritório de São Luís (ESL) do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), situado no bairro Tirirical, próximo ao Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, em São Luís. Posteriormente, deverá efetuar a entrega dos exames, avaliações e laudos médicos e, após aprovação na Inspeção de Saúde, participar da  concentração final e habilitação à incorporação para início dos estágios.

Os candidatos que atendam às condições e às normas estabelecidas no Aviso de Convocação e classificadas dentro do número de vagas passarão por um estágio inicial de adaptação à vida militar. O Estágio de Adaptação e Serviço (EAS) e o Estágio de Adaptação Técnico (EAT) são realizados em três fases. Na primeira fase, em 60 dias corridos após a incorporação, serão declarados Aspirantes-a-Oficial . Após seis meses, na última fase dos respectivos estágios, serão promovidos ao posto de Segundo-Tenente e incluídos no Quadro de Oficiais da Reserva de Segunda Classe Convocados (QOCon) da FAB.

 

CALENDÁRIO DE EVENTOS

 

INSCRIÇÕES COM ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO E CURRÍCULO:

13 DE NOVEMBRO A 24 DE NOVEMBRO DE 2017 (Escritório de São Luís do Centro de Lançamento de Alcântara situado à Avenida dos Libaneses, 29 - Aeroporto Tirirical)

SALÁRIO INICIAL (LOCALIDADE ALCÂNTARA):  R$ 9.715,40

CONCENTRAÇÃO INICIAL: 04 DE JANEIRO DE 2018

INSPEÇÃO DE SAÚDE INICIAL:  A PARTIR DE 08 DE JANEIRO DE 2018

CONCENTRAÇÃO FINAL E HABILITAÇÃO À INCORPORAÇÃO: 26 DE FEVEREIRO DE 2018

INCORPORAÇÃO E INÍCIO DO ESTÁGIO: 28 DE FEVEREIRO DE 2018

 

VAGAS DESTINADAS PARA O MA:

 Administração (01);

 Análise de Sistemas (01);

Engenharia Civil (02);

Engenharia Elétrica (01);

Engenharia Mecânica (01);

Engenharia de Telecomunicações (01);

Nutrição (01);

Serviços Jurídicos (01);

Clinica Médica (01);

Ginecologia e Obstetrícia (01);

Oftalmologia (01);

Otorrinolaringologia (01);

Ortopedia (01);

Pediatria (01);

Psiquiatria (01);

Endodontia (01).

MAIS INFORMAÇÕES:  (98) 3311-9284/ 9844

1 - Avisos de Convocação "Editais":

a) Técnicos (exceto Magistério)

b) Médicos, Dentistas, Farmacêuticos e Veterinários

2- Instruções Específicas:

a) Inspeção de Saúde Inicial (INSPSAU): ICA160-6 - Instruções Técnicas das Inspeções de Saúde na Aeronáutica.

b) Seleção de Profissionais de Nível Superior: ICA 33-22 - Convocação, Seleção e Incorporação de Profissionais de Nível Superior Voluntários à Prestação do Serviço Militar Temporário.

3 - Acesse aqui o Anexo D (Requerimento de Inscrição)em arquivo editável. Atenção ao editar todas as informações referentes ao candidato e à seleção (Estágio de Adaptação e Serviço, Estágio de Instrução e Serviço, Estágio de Adaptação Técnico ou Estágio de Instrução Técnico), seguindo a  ordem do Anexo I (Lista de Verificação de Documentos para Inscrição).

 

 

 

Na semana que marca o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira (FAB), as organizações militares da FAB situadas em Alcântara e o Hospital de Aeronáutica de Belém (HABE) celebraram a data ajudando aqueles que mais precisam. Isso porque no sábado (21/10) e no domingo (22/10), o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), o Hospital de Aeronáutica de Belém (HABE), o Grupamento de Apoio de Alcântara (GAP-AK) e o Esquadrão de Saúde de Alcântara (ES-AK) promoveram uma ação cívico-social (ACISO) na comunidade Cajueiro, em Alcântara. A ação contou, ainda, com o apoio de Prefeitura Municipal de Alcântara, que cedeu parte dos medicamentos, um odontomóvel e agentes comunitários de saúde para as atividades.  

Nos dois dias da ação, equipes compostas por dentistas, enfermeiros, farmacêuticos e médicos do HABE e ES-AK prestaram atendimento ao público local. Além do atendimento clínico geral, médicos especialistas em Ginecologia, Pediatria e Ultrassonografia, do HABE, prestaram atendimento clínico especializado aos moradores da região. Todos os pacientes atendidos passaram por triagem com verificação da pressão arterial, além de verificação do peso, bem como testes para checagem do índice glicêmico. As Oficiais Fisioterapeuta, Fonoaudióloga, Nutricionista e Psicóloga do ES-AK levaram conhecimento em palestras informativas para grupos de pessoas, abordando práticas para uma melhor qualidade de vida. Ainda os dentistas do ES-AK realizaram procedimentos odontológicos tais como extração e limpeza dentária, e também orientações para melhoria da saúde bucal com escovação assistida e distribuição de kits bucais.

“A gente necessita muito de ações como essas. Às vezes a gente se desloca daqui para Alcântara para sermos atendidos. Muitas pessoas conseguiram fazer os exames que queriam e eu fiquei feliz por isso”, explicou Maria Raimunda da Costa, que realizou consulta ginecológica e levou ainda os filhos para atendimento pediátrico. 

Mais de 100 crianças que participaram da ação cívico-social receberam brinquedos doados pelo efetivo civil e militar das organizações militares da FAB, em Alcântara. Pedagogas e professores da Escola Caminho das Estrelas (ECE), escola de ensino fundamental da FAB no município, promoveram atividades recreativas como brincadeiras e pintura de figuras ligadas ao programa espacial. O público participante teve a possibilidade de realizar o corte de cabelo por meio dos militares da barbearia do GAP-AK. Morador do Cajueiro, Paulo José que recebeu atendimento clínico, aproveitou para levar também a esposa para consulta médica e filhos para consulta odontológica e corte de cabelo. “A gente tem dificuldade de se locomover para outras clínicas e como hoje houve a ação na nossa comunidade, achamos importante e bem útil e gostei muito da ação”, elogiou o alcantarense.  

Militares do CLA orientaram os participantes sobre o alistamento militar e outras formas de ingresso à FAB, por meio de concursos e seleções. Para o Soldado Wilson Pereira Pinheiro, do efetivo do GAP-AK e morador de Alcântara, foi uma boa oportunidade para apresentar o trabalho da FAB à comunidade local. “É bom porque ajuda a comunidade e facilita com que a mesma conheça o trabalho da Aeronáutica. Para as crianças, é importante, também, por demonstrar possibilidades futuras de ingresso à FAB, evitando que tomem um caminho errado na vida”, afirmou o Soldado Wilson, que aproveitou para levar o filho para consulta pediátrica.                    

A Capitão Thais Cristina de Lima Matos Negrão, Médica Pediatra do HABE que participou da ação cívico-social, afirmou o orgulho em participar de tais atividades e o sentimento de dever cumprido ao término da ACISO, em Alcântara.    

O Cajueiro é uma das sete comunidades agrícolas construídas por ocasião da instalação do CLA em Alcântara na década de 80. Está localizada a 15km de distância do CLA e possui atualmente cerca de 75 famílias. “Ações como a que promovemos nesse final de semana em Alcântara, ressaltam a missão institucional da FAB, de integração do território nacional. É uma maneira de demonstrarmos a presença da Força Aérea nos pontos mais isolados do país, levando assistência e informações a milhões de brasileiros que necessitam desse apoio”, explicou o Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, Diretor do CLA.

 

 

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) recebeu na última quinta-feira a visita do Tenente- Coronel Marcos Pontes, foi o primeiro brasileiro a viajar ao espaço. A visita teve por objetivo apresentar a organização militar da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pelo lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais situada no estado do Maranhão.

A visita foi iniciada com uma apresentação institucional do Diretor do CLA, Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti que colocou em destaque a “Consolidação do Centro Espacial de Alcântara (CEA), detalhando o histórico das atividades espaciais no Brasil e o contexto atual do setor espacial no mundo, a estrutura do Sistema Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais, os meios e últimos avanços implantados no Centro, operações realizadas em Alcântara, desafios e perspectivas futuras.

Na sequencia o astronauta, juntamente com o Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles e o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Allan Kardec conheceram as instalações operacionais do CLA, tais como o Centro de Controle, local em que atuam os coordenadores de diferentes áreas das campanhas de lançamento, a estação de Meteorologia, Telemedidas e o Radar Adour, local com a equipe envolvida com o rastreio dos veículos em voo. No Setor de Preparação e Lançamento (SPL), foram até Centro de Controle Avançado (CAV), o lançador móvel e o universal, da onde são lançados os veículos suborbitais . A visita foi encerrada na Torre Móvel de Integração (TMI), a plataforma de operação do Veículo Lançador de Satélite (VLS), a mesma será modificada para o lançamento do Veículo Lançador de Microssatelite, previsto o primeiro lançamento para o final de 2019.

 “ Fiquei muito feliz com o que encontrei visitando o CLA, todos os sistemas operacionais e lançamentos contínuos. Que  o Programa Espacial Brasileiro se mantém vivo e a perseverança dos que trabalham aqui é grande, gostaria de visitar o Centro daqui a alguns anos e encontrar todos os planejamentos  expostos hoje, concretizados.” enfatiza o Tenente Coronel, Marcos Pontes.

 

Marcos Pontes

 

Tenente-coronel da Força Aérea Brasileira, Marcos Pontes, foi o primeiro brasileiro a viajar ao espaço. Após ser escolhido em 1998 pela Agência Espacial Brasileira e Nasa (Agência Espacial Norte-americana) para integrar a missão, passando 10 dias no espaço

Atualmente, trabalha como palestrante motivacional, coach especialista em desempenho pessoal e profissional, consultor técnico e especialista em segurança operacional.

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) recebeu nesta sexta-feira (27/10), 39 alunos e professores das Escolas Municipais Vereador Júlio Monteiro e Marechal Castelo Branco, situadas nas comunidades Japeú e Raimundo Sú, respectivamente, na zona rural do município de Alcântara. A visita teve por objetivo apresentar à comunidade estudantil as atividades desempenhadas pela organização militar da Força Aérea Brasileira, responsável pelo lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais, localizada no município do interior maranhense.

Ao chegarem os visitantes puderam conhecer a área construído do CLA por meio de uma maquete, instalada na entrada do Prédio do Centro Técnico, onde está localizada parte dos setores administrativos e operacionais e a Direção do Centro. Em apresentação institucional, alunos e professores puderam compreender o contexto que envolve um programa espacial, histórico das atividades espaciais no país, meios disponíveis e avanços implementados no CLA nos últimos anos, operações realizadas em Alcântara e no exterior, bem como as principais formas de ingresso à FAB, seja via alistamento militar, concursos ou seleções públicas.

A estudante da Escola Estadual Marechal Castelo Branco, Maria Alice, de 15 anos, gostou do que aprendeu com a visita ao CLA. “É a primeira vez que eu visito o CLA e eu agradeço muito essa oportunidade. Gostei bastante e aprendi coisas que nem imaginava que existiam, não sabia que existiam mais de 1.500 satélites ativos. Hoje vou levar conhecimentos para pessoas que nunca tiveram a possibilidade de conhecer o Centro”, afirmou a aluna moradora da comunidade Itamatatiua.

Após a apresentação, os visitantes puderam conhecer as instalações operacionais do CLA, iniciando pelo Centro de Controle, onde é feita a coordenação das operações realizadas em Alcântara, e as estações de Meteorologia (previsão meteorológica), de Telemedidas (antenas para coleta de dados em voo via telemetria) e Radar Adour (radar de rastreio de trajetória em voo), ambos localizados na parte central do CLA, no Setor de Comando e Controle (SCC).

A visita ao CLA foi encerrada no Setor de Preparação e Lançamento (SPL), com alunos e professores conhecendo a Torre Móvel de Integração (TMI), a plataforma de operação e lançamento do Veículo Lançador de Microssatélites (VLM), foguete em desenvolvimento pelo Brasil em parceria com a Alemanha, que visa colocar em órbita a partir de Alcântara microssatélites.

“É extremamente importante recebermos alunos no Centro, ainda mais em se tratando de alunos do município de Alcântara, para que possamos demonstrar as atividades que desenvolvemos. Por um outro lado, com projetos como esse, esperamos levar conhecimentos e incentivar a comunidade local em relação às as carreiras ligadas à ciência e tecnologia, especialmente aquelas voltadas para o setor aeroespacial”, explica o Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, Diretor do CLA.

 

Projeto Turismo na Escola

Essa foi a terceira visita ao CLA dentro do Projeto “Turismo na Escola”,  idealizado pela Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura de Alcântara.

O objetivo do projeto é propiciar aos estudantes da zona rural, acesso aos espaços culturais, históricos, artísticos, turísticos, tecnológicos e ambientais do município, através de visitações in loco, contribuindo para a formação dos estudantes, através da vivência e troca de conhecimento. Além da promoção de atividades pedagógicas que incentivem e fomentem a preservação do patrimônio material e imaterial, através de palestras, rodas educativas, e ações de mobilização.

“A gente vê com grande importância a participação do Centro de Lançamento de Alcântara, que entra nesse roteiro do projeto como um dos principais locais de visitação. É uma grande satisfação visitar o CLA com nossos alunos do nono ano que irão para o ensino médio levando esse conhecimento e uma ideia adequada do que realmente é o Centro”, explicou o Sargento Leitão, ex-militar do CLA e atualmente Vice-Prefeito de Alcântara que também participou da visita.    

 

O Presidente da República, Michel Temer, e ministros de Estado visitaram as instalações do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, nesta quinta-feira (05/10). O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, acompanhou a comitiva, que também contou com a presença de oficiais-generais e militares das três Forças Armadas.

Fizeram parte da delegação que acompanhou o presidente os ministros da Defesa, Raul Jungmann; do Planejamento, Gestão e Desenvolvimento, Dyogo Oliveira; das Relações Exteriores, Aloysio Nunes; do Meio Ambiente, Sarney Filho; da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy; do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen; e a Advogada-Geral da União, Grace Mendonça.

O Centro de Lançamento de Alcântara é considerado um dos mais bem localizados do mundo para o lançamento Presidente assiste ao briefing de apresentação do Programa Espacial Brasileiro de foguetes e satélites, devido a sua posição geográfica próxima à Linha do Equador. Em 34 anos de operação, o CLA já realizou o lançamento de mais de 470 foguetes nacionais e internacionais.

A comitiva passou pelo Centro Técnico do CLA, pelo Centro de Controle e pela Torre Móvel de Integração, de onde são lançados os foguetes brasileiros. O próximo a ser enviado ao espaço é o Veículo Lançador de Microssatélites (VLM), em 2019.

O presidente da Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE), Major-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar, fez o briefing de introdução sobre o projeto espacial. O Oficial-General abordou o Projeto de Lei para nova governança do Programa Espacial Brasileiro, a proposta de expansão do território do CLA e tratou também sobre o melhor aproveitamento operacional do Centro, com apresentação do projeto de lançamento de foguetes.

“Em todas as áreas, nós precisamos de satélites, quando entramos na internet, acessamos o celular ou realizamos videoconferência. Necessitamos de imagens para favorecer a segurança pública, a agricultura, Comandante da Aeronáutica recebe Presidente Michel Temer no CLA planejamento de infraestrutura, recursos hídricos e minerais. Temos diversas demandas, mas ainda agimos de forma bastante acanhada”, afirmou o Major-Brigadeiro Aguiar.

O Diretor do Centro de Lançamento de Alcântara, Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, falou sobre a necessidade do Brasil em desenvolver veículos lançadores e construir seus próprios satélites. “A partir do momento que temos a capacidade de lançamento de forma autônoma, poderemos lançar satélite de comunicações, de sensoriamento remoto para imageamento da superfície terrestre e satélites meteorológicos, por exemplo. Poderemos ter um conjunto de informações integradas que vão permitir que a Força Aérea Brasileira cumpra a sua missão de forma mais eficaz e eficiente possível”, acredita.

Presidente Michel Temer assiste ao vídeo institucional da Campanha Dimensão 22O Presidente Michel Temer, ainda durante o voo, assistiu ao vídeo de apresentação da nova Campanha Institucional da Força Aérea Brasileira, a Dimensão 22. O conceito sintetiza a responsabilidade de atuação da instituição que soma a área de 22 milhões de quilômetros quadrados. A Dimensão 22 inclui também o Setor Aeroespacial. Segundo a Estratégia Nacional de Defesa, a FAB é responsável pelo desenvolvimento de projetos do setor, além de operação e o monitoramento de satélites.

 

Fim do conteúdo da página